Olhar Direto

Sábado, 31 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Exigida por diversos países, vacina de febre amarela é oferecida pelo SUS em dias específicos; Veja!

da Redação - Isabela Mercuri

30 Dez 2019 - 14:25

Foto: Reprodução / Ilustração

Exigida por diversos países, vacina de febre amarela é oferecida pelo SUS em dias específicos;  Veja!
Janeiro é sinônimo de férias para muitas pessoas. Hora de arrumar as malas e partir para conhecer novos lugares. Para quem vai fazer uma viagem internacional, além do passaporte e do visto, mais uma coisa é super importante: o Certificado Internacional de Vacinação. As vacinas exigidas mudam de acordo com o país visitado, mas, atualmente, a mais requerida é a contra a Febre Amarela. Em Cuiabá, ela pode ser tomada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde.

Leia também:
CVC tem pacote exclusivo para o Mundial de Clubes no Catar; veja preços e condições

A febre amarela, segundo o Ministério da Saúde, é “uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido picada dos mosquitos infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Seus sintomas iniciais são febre com calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores musculares, vômitos e fraqueza. A doença tem importância epidemiológica por sua gravidade clínica e potencial de disseminação”.
 
A necessidade do Certificado Internacional acontece porque os países não querem que o turista leve a febre do Brasil para seus países. Para consegui-lo, o viajante deve ir até um posto de saúde público ou serviços de vacinação privados credenciados, tomar a vacina e, posteriormente, realizar o pré-cadastro no site do Governo Federal para agilizar o processo de emissão do certificado. Depois, comparecer ao posto da Anvisa – que fica ao lado do Aeroporto Marecha Rondon – ou imprimir o comprovante em casa.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Município, quando um frasco de vacina é aberto, ele deve ser usado por inteiro, para que não perca a validade. Por isso os postos de saúde têm um cronograma de vacinação, o que evita o desperdício.

Confira o cronograma das regionais:









 
Veja os países que exigem vacina contra febre amarela de quem vive no Brasil ou outros países de risco (2019):

Afeganistão, África do Sul, Albânia, Arábia Saudita, Argélia, Aruba, Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barein, Bangladesh, Barbados, Belize, Benin, Butão, Bolívia, Bonaire, Botsuana, Brunei, Burkina Faso, Cabo Verde, Camarões, Camboja, Cazaquistão, Chade, China, Cingapura, Colômbia, Coreia do Norte, Costa Rica, Cuba, Curaçao, Djibuti, Dominica, Egito, El Salvador, Equador, Eritreia, Etiópia, Fiji, Filipinas, Gâmbia, Granada, Guadalupe, Guatemala, Guiné, Guiné Equatorial, Guiana, Haiti, Honduras, Ilhas Pitcairn, Ilhas Salomão, Indonésia, Irã, Iraque, Jamaica, Jordânia, Laos, Lesoto, Líbia, Madagascar, Malawi, Malásia, Maldivas, Malta, Martinica, Mauritânia, Maurício, Mayotte, Montserrat, Moçambique, Myanmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Nova Caledônia, Nigéria, Niue, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Polinésia Francesa, Quênia, Quirguistão, Quiribati, Reunião, Ruanda, São Bartolomeu, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, Saint Martin/Sint Maarten, São Vicente e Granadinas, Samoa, São Tomé e Príncipe, Santa Helena, Senegal, Seychelles, Somália, Sri Lanka, Sudão, Suriname, Suazilândia, Tailândia, Timor-Leste, Trinidad e Tobago, Tristan da Cunha, Tanzânia, Uganda, Vietnã, Wallis e Futuna, Zâmbia e Zimbábue.

Países que exigem vacina contra febre amarela de todos os viajantes (2019):

Angola, Burundi, República Centro-Africana, Congo, Costa do Marfim, República Democrática do Congo (ex-Zaire), Guiana Francesa, Gabão, Gana, Guiné-Bissau, Índia, Libéria, Mali, Níger, Serra Leoa, Suriname e Togo.

A lista de países é atualizada sempre. O melhor a fazer é acompanhar as exigências pelo site da Anvisa e da Organização Mundial da Saúde. Pesquise as exigências de seu país de destino AQUI.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet