Olhar Direto

Segunda-feira, 06 de abril de 2020

Notícias / Política MT

Selma afirma que colegas são “malandros” e tentam extorquir Bolsonaro com emenda de R$ 30 bilhões

Da Redação - Érika Oliveira

21 Fev 2020 - 12:05

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Selma afirma que colegas são “malandros” e tentam extorquir Bolsonaro com emenda de R$ 30 bilhões
Prestes a ser julgada pela Mesa Diretora do Senado por crimes eleitorais, a senadora cassada Selma Arruda (PODE) chamou seus colegas congressistas de “malandros” e os acusou de tentar “extorquir” o Governo Federal, por conta da polêmica em torno do chamado Orçamento Impositivo. Em um vídeo, compartilhado em suas redes sociais, ela provoca a população a pressionar os parlamentares a votarem pela manutenção do veto "o artigo 52 do PLN 51/2019". A análise do veto deve ocorrer após o Carnaval.

Leia mais:
Líder do Governo no Congresso é definido como relator de cassação de Selma

“Na semana que vem, logo após o Carnaval, o Congresso quer votar um dispositivo que foi vetado pelo presidente da República dentro da Lei do Orçamento, que prevê R$ 30 bilhões para o Congresso gastar como quiser. Eles vão distribuir para os seus currais eleitorais, para aqueles apaniguados que querem agora em ano de eleição usar esse dinheiro para se reeleger ou para eleger aqueles que eles apóiam. Não vamos deixar isso acontecer. Nós sabemos que essa semana o general Heleno desabafou, falou até um palavrão dizendo que chega de deixar esses caras nos extorquirem, porque é isso que o Congresso está fazendo com o nosso presidente Bolsonaro. O Congresso está aqui para fazer lei e fiscalizar a aplicação das leis e não para administrar dinheiro público”, criticou Selma Arruda.

O “desabafo” do general Augusto Heleno citado por Selma elevou a temperatura entre o Congresso e o Palácio do Planalto esta semana. Durante cerimônia em Brasília, ele qualificou a insistência dos congressistas em ficar com a gestão dos recursos do Orçamento Impositivo de chantagem. “Não podemos aceitar esses caras chantageando a gente. Foda-se”, disse, na ocasião.

O artigo vetado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no PLN 51/2019 torna as emendas feitas pelo relator e comissões no Orçamento equivalentes às emendas individuais, que são, além de obrigatórias, asseguradas nas despesas do Governo.

A mudança no status das emendas estipula um prazo para que elas sejam empenhadas e garante que o recurso não seja contingenciado, mesmo em caso de frustração de receita do Executivo.

Após a fala de Augusto Heleno, os chefes dos Legislativos reagiram. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, disse que o general se transformou em um “radical ideológico”. Davi Alcolumbre (DEM-AP), chefe do Senado, afirmou que “nenhum ataque à democracia será tolerado”.

Nos bastidores, um acordo entre o Governo e o Congresso estaria sendo costurado para que uma nova divisão do Orçamento seja realizada. Dos R$ 30 bilhões previstos, os Poderes ficariam com algo em torno de R$ 15 bilhões para cobrir as emendas.

“As pessoas continuam com raiva só do PT, mas estão esquecendo que há vários partidos corruptos nesse Brasil. Nosso déficit é de R$ 40 bilhões, vai ter que pegar dinheiro emprestado para dar R$ 30 bilhões para esses malandros distribuírem como quiserem em ano de eleição. Isso serve para comprar voto, para fazer rachadinha, para dar 30% de comissão, para sustentar todo esse sistema corrupto. Existe uma conversa por aí de que o Governo estaria cedendo, teria feito um acordo para não dar os R$ 30 bilhões, mas dar R$ 15 bilhões, o que também é absolutamente imoral. Não podemos deixar acontecer”, pontuou Selma.

33 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Mauricio
    23 Fev 2020 às 20:27

    Temos que tirar todos estes canalhas. So há um geito íntervenção Já.

  • Luiz Otávio Pereira do Carmo
    23 Fev 2020 às 18:46

    O governo do presidente Bolsonaro não tem que ceder a esses canalhas comandados pelo Maia e Alcolumbre, esses dois pseudos políticos são continuares dos planos do Luladrao e sua quadrilha de somente saquear o Brasil. Esses dois pilantras e mais um terço do Congresso ainda não se conformaram de ficar fora do sistema toma lá dá cá e tentam a toda hora assaltar o governo e povo. Isso pra eles é fichinha perto dos 800 bilhões que a quadrilha do Lula e Dilma dividiu com eles.

  • Jabes Santos
    23 Fev 2020 às 18:28

    Presidente não ceda o desejo desses pilantras. O dinheiro que querem roubar do povo dá para reequipar grande parte dos hospitais aonde o povo pobre está morrendo encima de macas e outros dormindo no chão cheio de bactérias por falta de leitos e de medicamentos além de aparelhos necessários aos exames médicos. Enquanto isso essa corja que dinheirão para aumentarem suas riquezas. A população precisa varrer do congresso é do STF essa cambada de usurpadores é sanguessugas da nação. Eles não querem um país moderno preferem ver o ze povinho dormindo nas calçadas e pedindo um real para integrar num almoço. É o que mais se vê por aí.

  • nonato
    23 Fev 2020 às 11:38

    senhora ex senadora ..em terra de sapo..de cocoras com eles

  • benedito da Silva
    23 Fev 2020 às 11:28

    Ex senadora Selma disse que os partidos querem dinheiro para comprar voto e fazer rachadinha, que aliás é especialidade dos bolsonaros.

  • Aguinaldo Bertolacini
    23 Fev 2020 às 10:58

    Cambada de vagabundos, corruptos e ladrões

  • Elias Carlos Batista
    23 Fev 2020 às 10:51

    Concordo plenamente com você, temos que pressionar esses comunistas ladroes e bandidos temos que tirarem do poder.

  • joao
    23 Fev 2020 às 10:44

    ISSO DAI EU JA SABIA A MUITOS E MUITOS ANOS QUE ISSO ACONTECE, ANTIGAMENTE TINHA A TETA, MAS AGORA COM ESTE PRESIDENTE, ELE ESTA TENTANDO ACABAR COM ESTA FARRA, ENQUANTO EXISTIR ESSES 510 MAIS 80 ESTE PAIS NÃO SERÁ UM PAIS DE PRIMEIRO MUNDO, A MAIORIA DELES ESTÃO LA PARA VOTAREM ALGO DE INTERESSE DELES, NUNCA CORTA NA PROPIA CARNE SEMPRE NOS MAIS FRACOS, NÃO VOTO MAIS PARA NINGUEM.

  • Fábio Francisco de Paula
    23 Fev 2020 às 09:48

    Estão com medo? tem rabo preso, temos que expressar nosso sentimentos a favor do BRASIL sem temor a esse bandidos corruptos que roubaram a nação e estão atrapalhando a governabilidade, dando jeito de tirar verba indevidamente para fim de politicagem com dinheiro do PÚBLICO , CADEIA para esses bandidos.

  • Fábio Francisco de Paula
    23 Fev 2020 às 09:37

    Desde desde quando Congresso é executivo? Sei que legisla em favor da Nação não em causa própria. Os senhores Deputados e Senadores tem o seu bom salário e as verbas de gabinete parlamentar, se estão unindo e agindo contra o BRASIL, a nação brasileira, como General Heleno disse não podemos deixar, estão praticando atos inconcebível, estão convicto se achando que pode tudo, enganam-se, não foram eleito para tal coisa, essa atitude deles são ação de bandidos pessoas inescrupulosos, qual deve ser banidos, tem que tomar contra esses congressistas que agem dessa maneira. o Senhor DEUS, BRASIL e o POVO estão com o Presidente Jair Messias BOLSONARO eleito democraticamente para gerir a nação. NÃO, a esse bando traidores da PÁTRIA AMADA.

Sitevip Internet