Olhar Direto

Segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Secretário volta a cobrar quem não cumpre quarentena e diz que é contra abertura do comércio

Da Redação - Max Aguiar

11 Jul 2020 - 16:45

Foto: Rogério Florentino - Olhar Direto

Secretário volta a cobrar quem não cumpre quarentena e diz que é contra abertura do comércio
"Eu sempre disse que íamos chegar no pico, mas o povo não manteve o isolamento social". Essa é a fala do secretário de Saúde de Mato Grosso, criticando quem ainda duvida da Covid-19 e ainda continua saindo de casa, fazendo festas clandestinas e não cumprindo a quarentena imposta pela Justiça.

Leia mais:
Arena Pantanal será usada como posto de triagem e terá testes a partir da próxima semana

Na avaliação de Gilberto, a recomendação de fechamento seria pela manutenção da quarentena por mais 14 dias, para depois saber o real número do isolamento, se funcionou ou não. Pois os primeiros 14 dias foram totalmente desrespeitados pela população. segundo ele.

"Não adianta efeito sanfona sem resultado prático. Fica um fecha, volta, fecha volta. Tem que ter um resultado real. Até ter uma vacina é preciso saber que vamos conviver com o vírus. É importante frisar que o povo não seguiu as ações. Infelizmente não deu certo. Se acabar com o isolamento social os casos vão explodir no estado de Mato Grosso. Não temos UTI, os leitos são poucos. Mas se fechar, isso explode", ponderou o secretário. 

Na audiência remota de quinta-feira (10) com os secretários de saúde de Várzea Grande e Cuiabá e com membros do Ministério Público e Tribunal de Justiça, o secretário disse que o ideal não seria abrir nada e manter a quarentena. Mas, por hora a decisão é de mais 7 dias de fechamento do comércio não essencial. 

"Nós tinha disponibilizado 335 leitos de UTI e agora vamos pra mais 200. Basta você ir pra periferia que verá que os bairros não cumprem. O povo joga, brinca na praça, faz caminhada. Será que horas que a população vai entender? Não tem leito no SUS nem na rede privada. Que horas que o povo vai entender? Tem gente se expondo. Muitos que se achavam protegidos não estão mais conosco. Até ter uma vacina, não está ninguém livre. Pessoas muito próximas da gente estão perdendo a vida. Uma família toda a família foi dizimada. Não existe remédio ainda, existe um tratamento, mas a taxa de UTI é alta e é melhor ficar em casa do que ficar doente", desabafou Figueiredo. 
 

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Edvaldo
    12 Jul 2020 às 07:32

    Senhor secretario, que tal se o estado começasse a ser mais agil na compra e distribuição de medicamentos a população, pois em nosso estado bem testes rapidos gratuitos temos. É um caminhão de dinheiro que chega todos os dias do governo federal, e que não se traduz em benefícios ao povo.

  • Beatriz França
    12 Jul 2020 às 07:11

    Denuncie 190 crianças brincando na rua, vizinho fazendo churrasco no quintal e gente à toa fazendo caminhada sem máscara. Todas juntas contra o coronavirus.

  • Ana de Siqueira Moraes
    12 Jul 2020 às 00:21

    O que adianta não abre comércio mas o povo está amanhecendo fazendo festas aqui grande terceiro campos Elíseos barbado do

  • Antonio
    11 Jul 2020 às 21:12

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • paula
    11 Jul 2020 às 20:16

    Contra abertura de comércio mas aglomeração em enterro de pastor pode né? foro privilegiado? faça me o favor ô sem noção!

  • Juca
    11 Jul 2020 às 19:27

    Esse secretário só fala e nada de agir. Cáde os teste em massa para a população, cade o hospital de campanha, cadê os medicamentos para tratamento precoce. Mais de 3 meses e este cidadão só na conversa fiada. O governo incompetente que insiste com este secretário midiático.

  • ZE NINGUÉM
    11 Jul 2020 às 18:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Rose
    11 Jul 2020 às 17:56

    Esse secretário só fala asneira. Nem da área de saúde é. Cadê o dinheiro que vem do governo federal para combater a pandemia?? Agora a culpa é do comércio. Na verdade as pessoas estão se contaminando em casa com a visita de parentes e amigos. Parecem que estão de férias visitando as pessoas. Secretário, pare de defender o fechamento do comércio. Tenha mais consciência. As pessoas vão morrer de fome. Queremos trabalhar.

  • Jose Ruela
    11 Jul 2020 às 16:57

    É secretario fica difícil querer cobrar deste jeito, tem que ter coerência, outro dia teve o enterro de um pastor com 5.000 pessoas e nenhuma autoridade tomou providência ou se manifestou...

Sitevip Internet