Olhar Direto

Segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Com base de pesquisa no Pantanal, UFMT envia auxílio para combater incêndio

Da Redação - Isabela Mercuri

13 Ago 2020 - 18:06

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Com base de pesquisa no Pantanal, UFMT envia auxílio para combater incêndio
Com uma Base Avançada de Pesquisa no Pantanal, a chamada BAPP, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) enviou um caminhão e um trator com tanque pipa para auxiliar no combate ao incêndio que se alastra pela região. A base fica no Sesc Porto Cercado.

Leia também:
Ciopaer buscou água na piscina do Brasil Beach para apagar incêndio; veja vídeo e fotos do combate

De acordo com informações da assessoria de imprensa da UFMT,  a iniciativa de enviar a ajuda foi conduzida pela Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), a pedido da Pró-reitoria de Pesquisa (Propeq) e da Reitoria da Instituição.

Adriano Aparecido de Oliveira, secretário de Infraestrutura da UFMT, explica que os reforços foram enviados para a região no último sábado (8), para auxiliar nas atividades do Corpo De Bombeiros. Desde então, a situação foi controlada na região da base, mas ainda existem riscos.

A BAPP é um centro de apoio às pesquisas, de diferentes áreas do conhecimento, que são realizadas no bioma do Pantanal. É o caso da pesquisa sobre o ecossistema pantaneiro e sua relação com outros sistemas regionais e globais. De caráter multidisciplinar, ela é conduzida pelo Programa de Pós-graduação em Física ambiental (PPGFA), com colaboradores nacionais e internacionais.

"Recentemente temos trabalhada com os fluxos de gás carbônico e metano no Pantanal, com medidas por meio de sensores de gás e anemômetros ultrassônicos. Estas medidas são acompanhadas de todo um monitoramento micrometeorológico com medidas de temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade e direção do vento em três alturas distintas e uma torre de 32m. A torre ainda conta com medidas de radiação solar, que são medidas de saldo de radiação, radiação de ondas curtas, radiação de ondas longas e radiação fotossinteticamente ativa", explica o professor Paraná, do PPGFA, sobre a importância da BAPP.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet