Olhar Direto

Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

Notícias / Política MT

Ministro reafirma intenção de fazer ferrovia chegar a Cuiabá e aguarda lei para facilitar processo

Da Redação - Wesley Santiago

23 Set 2020 - 16:15

Foto: Assessoria

Ministro reafirma intenção de fazer ferrovia chegar a Cuiabá e aguarda lei para facilitar processo
A expansão da malha ferroviária de Mato Grosso, especialmente a proposta de fazer com que a Ferronorte chegue a Cuiabá, foi pauta de um encontro entre o senador Carlos Fávaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, na terça-feira (22). Tarcísio assegurou a Fávaro que a proposta está na pauta da pasta e destacou que o parlamentar pode ajudar muito com a aprovação de um Projeto de Lei que facilitaria a viabilização da obra.

Leia mais:
Em MT, ministro promete terminar duplicação de Rondonópolis a Cuiabá em 2021 e exalta ferrovias
 
Fávaro já havia tratado do tema na última semana, em encontro com o presidente Jair Bolsonaro, que em resposta ao pedido de Fávaro, solicitou ao ministro que priorizasse a questão.
 
“Essa extensão da ferrovia já está em estudo. Precisamos da aprovação do PLS 261/2018, que está no Senado e vai permitir a autorização para a extensão dessa ferrovia, porque cria um regime dentro do nosso ordenamento jurídico que vai facilitar a viabilização dessa extensão”, explicou o ministro.
 
Diante da sinalização positiva do Governo Federal, Fávaro se comprometeu a buscar o apoio dos demais senadores ao texto, viabilizando assim a chegada dos trilhos da Ferronorte a Cuiabá.
 
“Vamos trabalhar intensamente para que este projeto seja aprovado e, assim, o sonho de milhares de mato-grossenses seja realizado. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para dar celeridade à tramitação da proposta”.
 
Além da Ferronorte, Fávaro e Tarcísio falaram de outras duas obras que revolucionarão a malha ferroviária de Mato Grosso, a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) e a Ferrogrão. Sobre a primeira, Tarcísio adiantou que em novembro deste ano deverá ser assinado o contrato para a liberação das obras, fato que foi possível com a iniciativa do governo em antecipar a prorrogação das concessões.
 
Já a Ferrogrão também deverá avançar nos próximos meses. “Estamos andando muito bem com  ela, tem muito interesse e estamos criando os instrumentos jurídicos e financeiros para tornar a ferrovia uma realidade, com o leilão ano que vem”, pontuou o ministro. A Ferrogrão pretende formar um corredor ferroviário, conectando a região ao Porto de Miritituba, no Pará.
 
Para Fávaro, as três obras farão com que o presidente Bolsonaro entre para a História de Mato Grosso como aquele que mais investiu em transporte ferroviário e o que trouxe os trilhos a Cuiabá. “E o governo pode contar comigo no Senado, aprovando os projetos necessários para que possamos realizar um sonho e revolucionar a vida de todos os mato-grossenses”, finaliza.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet