Olhar Direto

Domingo, 28 de fevereiro de 2021

Notícias / Cidades

Vereador alvo de operação por fraude em licitação envolvendo ‘laranjas’ foi reeleito

Da Redação - Wesley Santiago

23 Nov 2020 - 10:50

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Vereador alvo de operação por fraude em licitação envolvendo ‘laranjas’ foi reeleito
O vereador Elton Baraldi (MDB), conhecido como Nhonho, alvo da de operação do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) nesta segunda-feira (23), em Primavera do Leste (239 quilômetros de Cuiabá), foi reeleito no pleito deste ano, tendo inclusive crescimento no número de votos.

Leia mais:
Gaeco realiza operação 'Afeto' e cumpre busca e apreensão em residência e gabinete de vereador
 
O parlamentar é investigado na ‘Operação Afeto’, deflagrada nesta segunda-feira com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão na residência e no gabinete do vereador, nas empresas Nova Service e Top Service, além da estação e almoxarifado onde são guardados os veículos e maquinários das empresas investigadas.

 

De acordo com o Gaeco, a investigação apura fraudes em licitação envolvendo empresas registradas em nome da esposa e do enteado do parlamentar investigado. Há indícios de que o vereador atue junto ao município promovendo o direcionamento de licitações, visando o favorecimento de familiares que supostamente operam como “laranjas”.
 
Entre os anos de 2016 a 2020, as duas empresas alvos da operação movimentaram mais de R$ 4 milhões de verbas públicas por meio de contratos celebrados com o município. Entre os serviços contratados, estão transportes escolares, locações de máquinas e caminhões, varrição, recolhimento de resíduos, obras de engenharia, calçamentos, entre outros.
 
Reeleição
 
O parlamentar foi reeleito nas eleições municipais deste ano para continuar mais quatro anos como vereador. Ao todo, foram 593 votos no emedebista. Ele aumentou seu eleitorado em mais de 30%, Ele foi um dos quatro (dos 15 existentes) que conseguiram um novo mandato.

Entre seus bens, que consta na Justiça Eleitoral, estão quotas na empresa EB Transportes (R$ 300 mil); casa em Primavera do Leste (R$ 250 mil) e uma camionete (R$ 100 mil), totalizando R$ 650 mil.
 
A Câmara de Vereadores da cidade preferiu não se manifestar sobre a operação.
 
Segundo o Gaeco, o nome dado à operação realizada nesta segunda-feira é uma alusão aos laços de parentesco e amizade do vereador com as empresas supostamente favorecidas pela prefeitura.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet