Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Cidades

EM ALERTA

Mato Grosso tem 23 casos suspeitos de reinfecção por Covid-19

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Ilustração

Ilustração

A Secretaria de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) investiga 23 casos suspeitos de reinfecção do novo coronavírus (Covid-19). Os exames são realizados pela Rede Pública e ainda não foram concluídos. Recentemente, o governador Mauro Mendes afirmou que a primeira-dama Virgínia Mendes havia testado positivo duas vezes para a doença.

Leia mais:
Bebê de 11 meses morre após engasgar com leite materno enquanto era amamentado

Ela pegou o vírus pela primeira vez em setembro de 2020. O governador contou que sua filha mais nova, Maria Luiza, de seis anos, também está com Covid-19, assim como a colaboradora da família, Maria Vitória. 

Segundo Mauro, Virgína fez dois testes PCR em setembro, que confirmaram que ela estava contaminada. A reinfecção, contudo, aconteceu na última segunda-feira (1). 

Desta vez, Virgínia Mendes apresenta os sintomas da doença, diferente da primeira contaminação. Ela está sendo cuidada pela equipe médica que já a acompanha desde que foi submetida ao transplante de rim.

Conforme Nota Técnica do Ministério da Saúde que estabelece orientações preliminares sobre a conduta frente reinfecção da Covid-19 no Brasil, é considerado caso suspeito o indivíduo com dois resultados positivos por meio da técnica de RT-PCR em tempo real para o vírus SARS-CoV-2, com intervalo igual ou superior a 90 dias entre os dois episódios de infecção respiratória, independentemente da condição clínica observada nos dois episódios.

Além de reinfecção, são investigados dois casos suspeitos da nova cepa do coronavírus na cidade de Rondonópolis (216 quilômetros de Cuiabá). A variante foi encontrada inicialmente em Manaus, no Estado do Amazonas, durante o mês de dezembro do ano passado, e possui maior capacidade de transmissão.

Segundo a Secretaria de Saúde Municipal, o primeiro paciente suspeito era um caminhoneiro de Manaus que estava em trânsito, passou mal, e procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rondonópolis.

Posteriormente, ele foi transferido para o Hospital Regional, mas não resistiu e morreu. Por conta disso, o resultado dele foi inconclusivo. 

O outro suspeito está internado no Hospital Unimed. Ele também veio de outro Estado para ser atendido na unidade de Rondonópolis por ser uma unidade de referência. A equipe médica ainda aguarda o resultado do exame para confirmar se é ou não a nova variante.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet