Olhar Direto

Quarta-feira, 14 de abril de 2021

Notícias / Cidades

ASSASSINO é MEMBRO DO CV

Polícia apura se jovem foi morto por namorar ex de traficante ou ser irmão de policial

Da Redação - Fabiana Mendes

25 Fev 2021 - 17:07

Foto: Reprodução

Polícia apura se jovem foi morto por namorar ex de traficante ou ser irmão de policial
A Polícia Civil de Porto dos Gaúchos (663 km de Cuiabá) investiga se Mateus Riato, de 19 anos, foi morto por supostamente ter se relacionado com a ex-namorada de um traficante ou por ser irmão de um policial militar. O cadáver do jovem foi encontrado dentro de uma cova no cemitério da cidade no domingo (21).

Leia também:
Irmão de policial militar é encontrado morto em cova aberta de cemitério

O delegado de Porto dos Gaúchos, João Antônio Ribeiro, disse ao Olhar Direto que inicialmente a linha de investigação era pelo fato do jovem ser irmão de um PM da cidade. “Um policial extremamente quisto aqui, igual falecido Matheus.  O fato de policial trabalhar já é motivo dele ser ameaçado ou sofrer retaliações”, explicou.

Contudo, surgiu também a informação de que ele teria se relacionado com a ex-namorada de um traficante. A hipótese também está sendo investigada.

O jovem que foi preso acusado do homicídio tem 23 anos e faz parte da facção criminosa Comando Vermelho. Seus irmãos também são envolvidos no mundo do crime, sendo que um já foi preso por matar a namorada e o outro por tráfico de drogas e homicídio.

O delegado João Antônio finalizou dizendo que foram apreendidos celulares e recolhidas imagens de câmeras de segurança para que o caso seja solucionado o mais rápido possível.
 
O crime          

O corpo do jovem foi encontrado em uma cova dentro do cemitério da cidade, na manhã deste domingo (21). No local, foi encontrado uma lona cobrindo a vítima, que estava com sinais de ter levado um tiro na cabeça. 

Em investigação do crime, a Polícia identificou uma testemunha que presenciou a vítima e o suspeito discutindo na porta do cemitério na madrugada de sábado para domingo. Segundo a testemunha, o suspeito agrediu a vítima, forçando-a a entrar no cemitério e, após, escutou disparo de arma de fogo.

Diante da informação, uma equipe da polícia conseguiu localizar o suspeito e prendê-lo. No momento da prisão, o homem tentava fugir da cidade. Após ser autuado em flagrante, o acusado foi encaminhado para a delegacia e permaneceu em silêncio durante todo o interrogatório. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet