Olhar Direto

Terça-feira, 03 de agosto de 2021

Notícias | Cidades

​IMUNIZAÇÃO ORGANIZADA

Cuiabá e VG negam desperdício de doses e descartam “xepa” da vacina

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Cuiabá e VG negam desperdício de doses e descartam “xepa” da vacina
As prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande afirmaram que não planejam oferecer a “xepa da vacina” da Covid-19, a exemplo do que tem ocorrido em algumas cidades do Brasil. São popularmente chamadas de “xepa” as doses restantes nos frascos já abertos de vacinas, que expiram em poucas horas. As duas cidades explicaram que fazem um planejamento rigoroso e todas as doses dos frascos abertos são aplicadas no mesmo dia, sem desperdício.
 
Leia mais:
Polo de vacinação do Centro de Eventos do Pantanal será desativado neste sábado
 
A aplicação de doses que sobram em frascos abertos no fim do dia, conhecida como "xepa" das vacinas, tem sido regulada por municípios brasileiros, como São Paulo. As cidades possuem suas próprias regras para ofertar estas doses remanescentes, sendo feito um outro cadastro ou mesmo filas nos locais de vacinação.
 
A intenção é evitar o desperdício das doses de vacina. Isso é mais comum em cidades onde não é feito o agendamento prévio para vacinação. Cada frasco da vacina possibilita a aplicação de um determinado número de doses. Após a abertura dos frascos, o imunizante tem apenas algumas horas antes de expirar.
 
Em Cuiabá, onde existe o agendamento da vacina, não há planejamento para a oferta da “xepa” da vacina. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou que é feito um controle rigoroso dos frascos da vacina e ao final do dia é aberta apenas a quantidade de frascos suficientes para atender as pessoas que ainda aguardam no local. Se houver menos pessoas do que a quantidade de doses em um frasco, é dada uma declaração que autoriza a pessoa a retornar no dia seguinte.
 
Em Várzea Grande o controle acontece de forma semelhante. De acordo com a assessoria, a Secretaria atua de forma preventiva, ou seja, quando falta uma hora para terminar o prazo, é limitado o número de atendidos para não abrir novos frascos ou então são chamados aqueles que estão no cadastro, inscritos.
 
O Olhar Direto também entrou em contato com a Prefeitura de Rondonópolis, terceira maior cidade do Estado, para obter informações sobre o aproveitamento das doses, mas não obtivemos resposta.

Leia a nota da SMS de Cuiabá na íntegra:
 
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que a coordenação da campanha de vacinação contra a covid-19 realiza controle rigoroso dos frascos de vacina, com o objetivo de evitar perda técnica. Em todos os polos, ao final do expediente, somente é aberta a quantidade de frascos suficientes para atender as pessoas que ainda aguardam no local. Se houver menos pessoas do que a quantidade de doses em um frasco, é dada uma declaração que autoriza a pessoa a retornar no dia seguinte para ser vacinada e as pessoas têm sido compreensivas e colaborativas. No caso de baixo fluxo de pessoas nos polos de vacinação, é reduzida a quantidade de mesas de vacinação com o mesmo objetivo de evitar perda técnica.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet