Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

Animus Fraudandi

Polícia Federal cumpre 33 mandados contra acusados de fraudar auxílio emergencial e bloqueia R$ 80 mil

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Polícia Federal cumpre 33 mandados contra acusados de fraudar auxílio emergencial e bloqueia R$ 80 mil
A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (22), a Operação Animus Fraudandi, em continuidade ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, os quais são pagos a parte da população com dificuldades financeiras em razão da pandemia. No total, foram R$ 80 mil bloqueados pela Justiça.

Leia mais:
Gaeco prende empresários sócios de faculdades especializadas em fraudes do ensino superior

Hoje, são cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e quatro de sequestro de bens, perfazendo um total de aproximadamente R$ 60 mil bloqueados por determinação judicial. As ações ocorrem nos estados de Mato Grosso, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará e Santa Catarina, com a participação de aproximadamente 120 policiais federais.

Na cidade de Rondonópolis/MT, os policiais federais cumpriram mandado de busca e apreensão e apreenderam celular e notebook. Além de a Justiça Federal ter decretado Mandado de bloqueio de valores de R$ 80 mil, a título de ressarcimento.

Os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Os objetivos da atuação interinstitucional conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a responsabilização de seus integrantes, além de recuperar os valores para o erário. 

A Polícia Federal já realizou a deflagração de 114 operações policiais, visando ao combate às fraudes aos benefícios emergenciais, com a expedição de mais de 443 mandados de busca e de 50 mandados de prisão.

A operação foi batizada Animus Fraudandi, expressão latina que significa intenção de fraudar, que remete ao caráter fraudulento e intencional dos desvios de valores identificados no curso das investigações.

Destaca-se que em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de preservação do contágio com distribuição de EPI’s a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

Atualizada às 08h44
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet