Olhar Direto

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

Veja fotos e vídeo

PF cumpre mandado na sede da Aprosoja em Cuiabá para apurar suposto financiamento de manifestações com dinheiro público

06 Set 2021 - 14:30

Da Redação - Wesley Santiago/Airton Marques

Foto: Reprodução

PF cumpre mandado na sede da Aprosoja em Cuiabá para apurar suposto financiamento de manifestações com dinheiro público
A Polícia Federal cumpre, na tarde desta segunda-feira (06), mandado de busca e apreensão na sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), em Cuiabá. Os agentes estão em busca de documentos e computadores que possam comprovar supostos usos de recursos públicos para financiar as manifestações de 7 de setembro através da entidade.

Leia mais:
HC de Galvan no STF tenta revogar cautelares para participação em manifestações do 7 de setembro

A determinação é do ministro Alexandre Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Neste caso, a intenção é apurar se existe o financiamento por parte da Aprosoja para que manifestantes viagem até Brasília (DF), onde devem acontecer manifestações em prol do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na terça-feira (07), Dia da Indepêndencia do Brasil.

Ainda conforme o apurado pelo Olhar Direto, diversos documentos estão sendo apreendidos neste momento. Uma das suposições seria o uso de recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) e do Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) para financiar as manifestações.

Os agentes da Polícia Federal deixaram o local sem prestar declarações.



À reportagem, a assessoria de imprensa da Aprosoja pontuou que a equipe jurídica teve acesso à decisão há poucos minutos e deve se pronunciar quando se inteirar do caso.

Galván alvo

Alvo de operação, Galván aparece em cima de trator e empunhando bandeira do Brasil em frente a sede da PF;  vídeo

O presidente da Aprosoja, Antonio Galván, é investigado no inquérito que apura atos antidemocráticos. No dia 20 de agosto, ele foi alvo de mandado de busca e apreensão expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). 

O objetivo das medidas era apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes.

Depois de alguns dias, ele apareceu em frente a sede da PF, em Sinop, em cima de um trator, mesmo sem ter sido chamado a depor naquele dia.



Atualizada às 14h38 e às 14h55
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet