Olhar Direto

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias | Picante

Isolada na oposição

Edna critica opositores por “discurso seletivo” contra Gestão Emanuel

Foto: Assessoria

Isolada na oposição
A vereadora Edna Sampaio (PT) acabou se isolando do grupo de oposição ao prefeito afastado Emanuel Pinheiro (MDB). A falta de afinidade já gera embates durante as sessões, especialmente com o vereador Dilemário Alencar (Podemos), acostumado a buscar os holofotes na Câmara de Cuiabá. Na sessão desta quinta-feira (21) a desunião ficou mais clara quando a petista discursou e criticou a postura dos oposicionistas, que estariam tendo uma postura seletiva em relação ao chefe do Executivo municipal, afastado nesta semana durante a Operação Capistrum. É que segundo Edna os colegas Dilemário, Diego Guimarães (Cidadania), Tenente Coronel Paccola (Cidadania) e Michelly Alencar (DEM) esquecem que o suposto esquema de contratação irregular de servidores foi “expediente” comum de gestões passados. A vereadora ainda questionou o fato de não ter tido acesso ao pedido de instalação de comissão processante contra Emanuel, articulada pelos contrários a atual gestão. Além disso, a petista ressaltou que não vai se unir a parlamentares que defendem a Ditadura Militar, fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e do governo “genocida” do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). “Não vou permitir que a oposição da qual eu faço parte seja confundida com o golpismo que colocou o Brasil no lugar que ele está. Não contem comigo para esse golpismo, esse terceiro turno das eleições. Não defendo o Governo Emanuel, porém não contem com a subtração da democracia, com o tapetão”, disse, em alusão ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Mais Picantes

Comentários no Facebook