Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Notícias | Cidades

polícia investiga

Pastor da Igreja Batista é acusado de importunar mulher e adolescente de 17 anos em Cuiabá

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Pastor da Igreja Batista é acusado de importunar mulher e adolescente de 17 anos em Cuiabá
Um pastor da Igreja Batista Nacional, do bairro Tijucal, em Cuiabá, é suspeito de importunar sexualmente uma mulher de 43 anos e uma adolescente de 17. Dois boletins de ocorrência foram registrados contra M.D.M.N., de 44 anos.

Leia também:
Jornalista é atacada por macaco durante reportagem no Pantanal; veja vídeo

Um dos casos chegou ao conhecimento da Delegacia da Mulher no dia 10 de novembro, quando a vítima de 43 anos relatou a importunação. Segundo ela, no início deste ano o pastor teria enviado mensagens a chamando de linda e dizendo que quando a via tinha vontade de fazer “certas coisas”.

A mulher então pediu que ele parasse, pois não era certo o que ele fazia, já que era pastor. Porém, no dia 5 de novembro ela teria recebido outra mensagem do homem perguntando se ele teria enviado mensagens indevidas. A vítima respondeu que ‘sim’ e então o pastor disse que queria conversar pessoalmente para pedir perdão a ela.

Ainda em relato à Polícia Civil, a mulher afirma que não seria a única vítima dele. Uma adolescente de 17 anos também teria sido importunada. Os pais da garota, inclusive, teriam tomado conhecido da situação, porém, decidiram não registrar boletim de ocorrência e sim contar ao pastor presidente.

No entanto, o líder religioso não teria tomado nenhuma medida. A mulher de 43 anos também afirmou que procurou o pastor presidente, que nada fez sobre as acusações.

Depois que a mulher compareceu na Delegacia da Mulher, a adolescente também oficializou a denúncia contra o pastor. Conforme ela, a importunação aconteceu no dia 18 de setembro, quando membros da igreja faziam um passeio ciclístico.

A vítima afirmou que teria relatado ao pastor que estava sem fôlego. O homem então pediu que ela abrisse a boca e fechasse os olhos, pois ele sopraria para que ela voltasse a ter fôlego.

Assustada, a vítima disse que não necessitava da ajuda do pastor.

As duas denúncias são investigadas pela Polícia Civil.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet