Olhar Direto

Quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Notícias | Ciência & Saúde

MELHORIAS

HMC adere ao novo processo de reabilitação de pacientes em parceria com o Hospital Sírio Libanês e Ministério da Saúde

Foto: Reprodução

HMC adere ao novo processo de reabilitação de pacientes em parceria com o Hospital Sírio Libanês e Ministério da Saúde
O Hospital Municipal de Cuiabá - Dr. Leony Palma de Carvalho - aderiu ao novo processo de reabilitação e alta segura de pacientes, através do Projeto REAB-PROAD SUS, uma parceria com o Hospital Sírio Libanês e Ministério da Saúde. A iniciativa propõe estratégias de melhoria de fluxos, redução da permanência hospitalar, dimensionamento de leitos para unidade de cuidados prolongados e definição de protocolos. 

Leia também:
Menino de 4 anos morre após ter cabeça atingida por hélice de trator em cidade de MT

Segundo o prefeito Emanuel Pinheiro, essa parceria promove e garante mais segurança ao paciente. “Nossa população precisa da excelência do cuidado. Todo o trabalho desenvolvido no HMC, por meio da consultoria com a equipe do Hospital Sírio Libanês, trouxe excelência operacional, evitou desperdício de recursos, melhorou o giro de leitos, promoveu alta segura ao paciente e fortaleceu a ponte entre o cuidado hospitalar e atenção primária. Estamos cada vez mais, agregando novas ações em benefício da nossa gente, porque a saúde é essencial e prioridade na minha gestão”, ressalta.  
 
Segundo o diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECSP, que administra o Hospital Municipal de Cuiabá, Paulo Rós, o projeto deu início com a fase de diagnóstico em outubro de 2021. “Recebemos ‘in loco’ a equipe multidisciplinar do Hospital Sírio Libanês para conhecer o HMC e o tipo de serviço que aqui é oferecido. Também foi realizado mais três meses de monitoramento, com visitas remotas quinzenais, para o acompanhamento do processo de implementação de diversas ferramentas e processos padronizados, como round interdisciplinar, checklist de alta segura e índice de barthel”, explica. 

A fisioterapeuta e responsável técnica do setor, Bianca Rocha, é a focal point do projeto no HMC. Segundo ela, a equipe multidisciplinar faz o mapeamento dos pacientes desde a sua admissão até a alta hospitalar e a busca ativa pós-alta de cada paciente. “Utilizamos a enfermaria um e a unidade de terapia intensiva três para estudo de caso, onde elaboramos, com o apoio da equipe do Hospital Sírio Libanês, o plano de ação a ser seguido. Nosso plano de ação impactou na recuperação dos egressos, otimizou a reabilitação dos pacientes, melhorou a funcionalidade, e consequentemente, reintegrou os pacientes com maior agilidade à sociedade”, informa. 

“Com o novo método de trabalho, é feito o checklist diário e o paciente passa a ser reavaliado por uma equipe multidisciplinar de fisioterapeuta, assistente social, médico, enfermeiro, fonoaudiólogo, nutricionista, psicóloga e o Núcleo Interno de Regulação, para previsibilidade da alta. Reduzimos em até 60% o tempo de internação dos pacientes, é um avanço muito grande!” completa. 

O Hospital Municipal de Cuiabá recebe neste mês de março a avaliação final de implantação do projeto REAB-PROAD SUS. O Núcleo de Gestão de Qualidade Hospitalar - NGQH é o responsável pela coordenação e execução do projeto.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x