Olhar Direto

Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

FINALMENTE A DECISÃO

Márcia é confirmada como pré-candidata ao governo em oposição a Mauro

04 Ago 2022 - 18:03

Da Redação - Isabela Mercuri / Do Local - Airton Marques

Foto: Airton Marques / Olhar Direto

Márcia é confirmada como pré-candidata ao governo em oposição a Mauro
Dando fim a novela, a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV), foi confirmada como pré-candidata ao Governo de Mato Grosso pela Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PCdoB). A esposa do prefeito Emanuel Pinheiro foi anunciada após reunião do grupo que ainda agrega PSD e PP, realizada na tarde desta quinta-feira (4), em hotel na Capital.

Leia também:
Márcia Pinheiro ainda reluta, mas deve ser confirmada candidata ao governo

Márcia foi chamada pela federação a disputar o Paiaguás na semana passada, quando o senador Carlos Fávaro (PSD) recusou convite pela primeira vez. Até então, seu nome era quase certo na primeira-suplência do pré-candidato ao Senado Neri Geller (PP).

Nesta semana, no entanto, Fávaro voltou a ser pressionado, recebendo até uma ligação do ex-presidente Lula (PT), de quem irá coordenar a campanha à Presidência da República em Mato Grosso. Apesar do aval do grupo político, o senador voltou a recusar o convite, por questões familiares. Foi então que Márcia tornou a ser a primeira opção do grupo.

"É uma tarefa árdua, não é fácil. Conversamos muito ontem, com toda família, uns contra, outros à favor, mas chegamos a um consenso", salientou. “Quando Mato Grosso se encontrar com o Brasil, ninguém vai segurar o nosso estado. Temos orgulho das nossas vocações econômicas. Vamos seguir sendo o estado das oportunidades. Mas com a diferença de fazer com que essas oportunidades cheguem a todos”, complementou.
 
O deputado estadual Valdir Barranco comentou sobre a candidatura. "Um projeto diferente para o Estado de Mato Grosso, de inclusão social, que cuide das pessoas, que possa abraçar à todos, indistintamente, à população das periferias, aos povos de populações tradicionais, população indígena comunidade LGBTQIA+", salientou.

 

 

   
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x