Olhar Direto

Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Notícias | PodOlhar

ASSISTA VIDEOCAST

PodOlhar: Abílio não vê incoerência em patriotas defenderem Elon Musk em embate com Alexandre de Moraes

Foto: Reprodução/PodOlhar

PodOlhar: Abílio não vê incoerência em patriotas defenderem Elon Musk em embate com Alexandre de Moraes
Mais um dos críticos ao Supremo Tribunal Federal (STF), em especial ao ministro Alexandre de Moraes, o deputado federal Abílio Brunini (PL) negou que haja incoerência do movimento bolsonarista enaltecer os posicionamentos do bilionário Elon Musk, dono do “X” (antigo Twitter), ao mesmo tempo em que colocam o patriotismo como um símbolo de virtude.


ASSISTA PODOLHAR COM ABÍLIO BRUNINI:



​“Reconhecer pessoas que tem ações mundiais com alguma repercussão não é idolatria, é reconhecer grandes feitos, atos que são de referência mundial. Reconhecer o feito de uma pessoa não significa estar idolatrando”, afirmou, durante o PodOlhar, videocast do Olhar Direto, já disponível no Youtube e principais agregadores de podcast.

O empresário naturalizado americano passou a ser venerado pelos bolsonaristas após passar a atacar Moraes. Mesmo diante do movimento, Abílio negou que os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) passem a defender qualquer pessoa que se torne uma voz de oposição ao ministro do STF.

De acordo com Abílio, os bolsonaristas estão enaltecendo os grandes feitos de Musk ao defender o direito a liberdade de expressão.

“Passamos por uma transição que talvez não entendamos bem. A liberdade da comunicação não será mais censurada no mundo. Hoje é possível se conectar à internet de forma direta, via satélite, como a Anatel vai barrar isso? O poder de censura de uma Anatel está se limitando a uma tecnologia”, declarou.

“Essa conexão está mudando. O erro está em não reconhecer a sua força e forma de atuação. Não adianta o ministro colocar num inquérito o Elon Musk que tem os direitos de outra nação, que se posicionou politicamente em outra nação. Ele não está sendo regido pela legislação do nosso país. O ministro do STF não tem condição de inquirir ou impor decisões contra ele”, acrescentou, garantindo que não há perseguição a qualquer ministro.

Embate entre Musk e Moraes

No início de abril, o dono da rede social entrou em rota de colisão com Moraes ao confrontar o magistrado sobre bloqueios de contas no âmbito do inquérito que apura a existência de milícias digitais. Musk afirmou que iria descumprir as decisões judiciais de Moraes e liberar o conteúdo que o ministro mandou bloquear.

Moraes é relator de inquéritos que apuram a circulação de fake news e de ataques a urnas eletrônicas e ao sistema democrático do país em plataformas digitais, como o X. O ministro proferiu decisões que ordenaram a suspensão de perfis de investigados por esses crimes.

Sem apresentar provas, o norte-americano compartilhou publicações do jornalista Michael Shellenberger que apontavam supostas violações da liberdade de expressão no Brasil. Afirmou que Moraes "aplicou multas pesadas, ameaçou prender nossos funcionários e cortou o acesso do X no Brasil".

Em reação, Moraes determinou a abertura de uma investigação contra o empresário e o pagamento de multa diária por eventual perfil reativado. A Polícia Federal anunciou a instauração de investigação sobre as falas do bilionário.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet