Olhar Direto

Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Notícias | PodOlhar

DEOSDETE NO PODOLHAR

Chefe do MPE afirma que decisão sobre disputar reeleição não está relacionada com futura vaga de desembargador

Foto: Reprodução/PodOlhar

Chefe do MPE afirma que decisão sobre disputar reeleição não está relacionada com futura vaga de desembargador
Apoiado por 206 membros do Ministério Público Estadual em 2022, o procurador-geral de Justiça, Deosdete Cruz Júnior, ainda mantém cautela quando questionado sobre a possibilidade de disputar novamente a chefia do Ministério Público de Mato Grosso, no final do ano.


ASSISTA O POD OLHAR COM O CHEFE DO MPE, DEOSDETE JÚNIOR:


“Não tenho nenhum tipo de vaidade no sentido de ser eu o candidato, pois essas funções têm uma carga de sacrifício muito grande (...) muito mais importante do que quem será o próximo procurador, que o MPE continue no caminho certo. Temos bons nomes na instituição e tenho refletido sobre isso, sobre a perspectiva de se já dei minha contribuição. Sei que é natural essa recondução, mas nunca olhei isso como algo necessário”, disse.

Em participação no PodOlhar, videocast do Olhar Direto já disponível no Youtube, o PGJ rejeitou a ideia de fazer parte de um grupo específico no MP e garantiu que a decisão sobre eventual recondução ao cargo não tem relação com a abertura de novas vagas de desembargador do Tribunal de Justiça (TJMT) até o próximo ano.

Conforme apurado pelo Olhar Direto, duas vagas do quinto constitucional destinadas a membros do MP serão abertas com a aposentadoria dos desembargadores Paulo da Cunha e Guiomar Teodoro Borges.

“Minha decisão sobre ir ou não para a recondução não tem, necessariamente, algo a ver com isso. Só discutiria uma vaga dessa e disputaria, se houvesse a vaga aberta e avaliando o momento. Nome do PGJ costuma ser lembrado para essas vagas. Fico honrado pelo meu nome ter sido lembrado, mas não me coloca numa situação de vantagem nem de desvantagem em relação aos outros”, declarou.

Apesar da negativa sobre condicionar a disputa pela reeleição com a indicação para integrar o TJMT, Deosdete não descartou a possibilidade de ingressar para a magistratura. Ponderou, no entanto, que só discute tal possibilidade quando a vaga for uma realidade.

“Vaga a gente só disputa ou discute quando existe. Fiz minha carreira no MP, nunca tive outro empregador, acho que a vida é feita de circunstâncias, nunca tive isso como objetivo, mas tenho 19 anos de carreira, cheguei ao ápice, me reservo ao direito de no momento avaliar se é interessante não só para minha vida pessoal, mas para a instituição. Não tenho essa decisão tomada, vou refletir lá na frente quando surgir a vaga”, completou.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet