Olhar Jurídico

Sexta-feira, 25 de maio de 2018

Notícias / Criminal

Ararath: preso preventivamente por duas vezes e condenado a 69 anos, Eder terá que explicar “laranjas”

Da Redação - Arthur Santos da Silva

25 Nov 2015 - 11:02

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Ararath: preso preventivamente por duas vezes e condenado a 69 anos, Eder terá que explicar “laranjas”
O ex-secretário de Fazenda, Eder Moraes Dias, foi conduzido à Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre a suposta utilização de “laranjas” para atividades financeiras ilegais. A ocasião foi estabelecida durante a oitava fase da Operação Ararath. Pela mesma investigação, o político foi preso, preventivamente, por duas vezes, e condenado a 69 anos de prisão. Somadas as ocorrências, Moraes se estabelece como o nome mais acionado pela Justiça Federal.

Leia mais:
Eder Moraes, esposa e servidores da Sefaz e PM prestam depoimento sobre fraudes à PF


Nesta quarta-feira (25), agentes conduziram coercitivamente, além de Eder, a esposa dele, Laura Costa, dois servidores, sendo um da Secretaria de Estado de Fazenda (onde ele atuou como gestor) e um lotado da Polícia Militar, e uma parente do ex-secretário (ainda não identificado). Conforme a Polícia Federal, foi constatado um esquema, com a utilização de laranjas, para execução de atividades financeiras ilegais.

No primeiro momento que Moraes foi detido preventivamente, em 2014, o antigo secretário de Fazenda permaneceu em cárcere 82 dias, durante investigações da Ararath, e levado a Brasília, por ordem do Supremo Tribunal Federal, mais precisamente do ministro Dias Tofolli. A prisão foi estabelecida levando em conta a manutenção do correto andamento processual.

Já no dia 1º de abril de 2015 o político, foi preso pela segunda vez, em consequência da mesma operação. Na oportunidade, Eder foi acusado dede atuar com ‘laranjas’ para ocultar seu patrimônio. No dia 12 de agosto, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, concedeu liberdade, sendo determinado o emprego de medidas substitutivas à prisão, como a utilização de tornozeleira eletrônica.

Complementando o quadro de fatos, O ex-secretário foi condenado, no último dia 13 de novembro, a cumprir 69 anos, três meses de prisão em regime fechado e ainda ao pagamento de 1.404 dias multa. A decisão, do juiz Jeferson Schneider, da 5ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso, compreendeu os crimes de lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e operação de instuição financeira sem a devida autorização. A sentença foi a primeira, em sete ações proveniente da Operação Ararath. Moraes recebeu o direito de recorrer em liberdade.

Na condução coercitiva desta quarta-feira (25), Os depoimentos são prestados a delegada federal, Luciana Midon Campos da Luz. Já a investigação, segundo a Polícia Federal, é coordenada pela delegada Heloísa Alves de Albuquerque.

A investigação Ararath apura um esquema montado de lavagem de dinheiro e um sistema paralelo 'financeiro' com a única finalidade de 'abastecer' a determinado grupo político do Estado. A estimativa é que mais de R$ 500 mi foram movimentados pelo 'sistema' entre 2008 e 2012. Eder Moraes Dias seria o responsável por arquitetar e planejar as ações do grupo.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • POVO
    26 Nov 2015 às 16:56

    69 ANOS DE PENA E VAI RESPONDER EM LIBERDADE. PODE ABRIR AS PORTAS DO CARUMBÉ E DO PASCOAL RAMOS, 90 5 TEM PENA MENOR. FICO AQUI PENSANDO QUAL SERÁ A PENA DO SILVAL, RIVA E CIA. TÁ DIFICIL DE CALCULAR.

  • Carlos
    25 Nov 2015 às 14:20

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • marcelo d2
    25 Nov 2015 às 14:14

    o quê dizer desse homem , só floyd explica

  • Milkão
    25 Nov 2015 às 13:50

    sei, 69 anos....bem alusivo esse numeral ao sujeito...E porque está solto e saltitante por ai? O Zé Pinguela que não pagou R$ 120,00 de pensão a Tereza Abidoral, está na tranca, puxando cana brava.....E ai? Rolo encima de rolo! Tem uma montanha de R$...acoitado por ai mas não tem como por as mãos nele, tem coruja de olho e dedo de gesso na curinga Eder...

  • Lisandro Peixoto Filho
    25 Nov 2015 às 13:19

    Correta posição da Policia Federal, pois Corrupção não resolve somente com prisão, mas com ressarcimento ao órgão ou empresa pública originária do dinheiro desviado com multa, juros e correção monetária.

  • Zé Comédia
    25 Nov 2015 às 12:58

    No Brasil, quem é rico não fica na cadeia!

  • Gabriel Dias
    25 Nov 2015 às 11:38

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Gabrieldias
    25 Nov 2015 às 11:36

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • GREGORIO MATOS GUERRA
    25 Nov 2015 às 11:20

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet