Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de junho de 2019

Notícias / Política MT

Eleição em Cuiabá bate recorde: abstenções, nulos e brancos somam mais votos que Emanuel Pinheiro

Da Redação - Jardel P. Arruda

05 Out 2016 - 08:21

Foto: Tchélo Figueiredo / Secom - Cuiabá

Em 2016, quase 128 mil pessoas não votaram em nenhum candidato à Prefeitura de Cuiabá

Em 2016, quase 128 mil pessoas não votaram em nenhum candidato à Prefeitura de Cuiabá

A soma de abstenções, votos nulos e brancos em Cuiabá somaram 127.987 votos, tendo superado a votação do primeiro colocado do 1º turno das eleições, Emanuel Pinheiro (PMDB), escolhido por 98.051 eleitores. Esse é o maior número de pessoas que já deixaram de votar em um candidato a prefeito na Capital pelo menos desde 2004.

Leia mais:
Emanuel Pinheiro afirma que Procurador Mauro foi atacado covardemente por rivais: “Foram desumanos com ele”

Em 2016, um total de 42.324 pessoas a mais que em 2012 deixaram de escolher um dos postulantes ao cargo, seja por estar impossibilitado de votar, desinteresse, protesto ou outra razão. Em relação a 2004, quando 70.885 não optaram por nenhum candidato ou não votaram, o número é de 57.102 pessoas a mais deixando de fazer uma escolha.

O quadro cuiabano acompanha um cenário nacional. Em Belo Horizonte, a soma das abestenções, brancos e nulo superou a soma de votos dos dois candidatos que foram para o segundo turno. Em São Paulo, a abstenção, brancos e nulos teve mais voto que o candidato eleito, João Dória (PSDB).

Brancos e nulos

A maior ascensão entre quem não quis votar em ninguém na Capital de mato Grosso  foram os votos brancos e nulos, cujo número mais que dobrou em comparação com a eleição municipal anterior. No ano de 2012, 20.149 pessoas votaram em branco ou nulo enquanto agora 45.327 pessoas escolheram essas opções, um índice 125% maior.

Esse aumento de votos brancos ou nulos é ainda mais expressivo se comparado a eleições anteriores a de 2012. No ano de 2008, foram 15.921 que escolheram votar branco ou nulo, enquanto em 2004 foram 12.510. Pode-se notar um crescimento gradual até 2012 e um salto em 2016.

Abstenções

Já as abstenções, pessoas que decidem não comparecer à votação, subiram 26% em relação ao pleito municipal passado. Em 2012, 65.514 pessoas não compareceram às urnas, enquanto nesse ano 82.660 eleitores abriram mão do direito de votar.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Alex
    11 Out 2016 às 11:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • MAURO MIGUEL COSTA
    06 Out 2016 às 19:11

    A politica de MT da nojo...vote 00confirma...eu não perco meu tempo mais com tanta corrupção no Estado

  • Dornele$
    06 Out 2016 às 13:26

    Wilson "Pinóquio" Santos. filho de Gepeto. SEria Gepeto Taques?

  • LISBETE
    05 Out 2016 às 11:38

    NO SEGUNDO TURNO DEVEMOS AUMENTAR OS VOTOS NULOS, POIS NÃO TEMOS CANDIDATO PARA ESCOLHER...

  • Elvis Crey
    05 Out 2016 às 11:08

    Espere no segundo, esse número vai passar o 140 mil. Aguardem...

  • Cida Aparecida
    05 Out 2016 às 10:10

    voto nulo neles!

  • jorge barros
    05 Out 2016 às 09:59

    Também com o nível desses candidatos. Votei em branco e repetirei a dose.

  • ROBERTO
    05 Out 2016 às 09:51

    NÃO PRECISA SER MUITO INTELIGENTE PRA SABER PORQUE ISSO,. OLHA O ´HISTÓRICO DESSES AÍ. EXCETO O RENATO SANTANA E O PROCURADOR MAURO..

  • XIKO
    05 Out 2016 às 09:42

    Reforma política já, acabar com esse com coeficiente eleitoral onde o menos votado é eleito, e o mais votado não, resumindo desses dois que foi para o segundo turno não vale nada, mais resumindo entre uma gripe e uma pneumonia fico com a gripe que é mais fácil de curar, no caso voto 45.

  • Gregório
    05 Out 2016 às 09:20

    Isso mostra que qualquer um desses que for eleito não satisfaz totalmente o desejo dos cuiabanos, vamos viver 4 anos de pura insatisfação e desconfiança!

Sitevip Internet