Olhar Direto

Terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Mulher é presa com aparelho bloqueador de sinal que pode derrubar avião

Da Redação - Vinicius Mendes

03 Mai 2019 - 08:24

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Mulher é presa com aparelho bloqueador de sinal que pode derrubar avião
Uma mulher de 22 anos, identificada como N.M.S., foi presa na noite desta quinta-feira (2), no Jardim Aclimação em Cuiabá, em posse de uma maleta bloqueadora de sinal, aparelho que é utilizado em roubos a banco e pode, inclusive, provocar a queda de aeronaves. A jovem confessou que seguia para o Rio de Janeiro, onde entregaria a maleta para uma quadrilha especializada em roubos e furtos a bancos.
 
Leia mais:
Líder de quadrilha foi preso em aeroporto com bloqueador de sinal que poderia derrubar avião
 
De acordo com informações do boletim de ocorrências, por volta das 19h30 de ontem (2) uma equipe da Polícia Militar fazia rondas pela região do Shopping Pantanal, no bairro Jardim Aclimação, quando avistaram um Renault Sandero branco. Os policiais tinhas informações de que dias atrás um veículo com as mesmas características havia sido roubado e decidiram fazer a abordagem.
 
Eles verificaram que, na realidade, se tratava de um motorista de Uber que transportava uma passageira, a suspeita N.M.S., e os militares, após buscas, encontraram uma mala grande e pesada no porta-malas, de propriedade da jovem.
 
Os policiais abriram a mala e constataram que se tratava de uma maleta bloqueadora de sinal, com dois carregadores de bateria, aparelho que é utilizado em roubos a bancos. A suspeita disse que transportava a maleta para o Rio de Janeiro, e possuía, inclusive, uma passagem de ônibus com este destino, e que o aparelho seria entregue a uma quadrilha especializada em roubos e furtos de bancos, para a prática do crime.
 
Ela disse que o pedido foi feito por uma pessoa de alcunha “DK” e que receberia uma quantia em dinheiro após a prática do crime. A jovem ainda disse que esta seria a segunda vez que transportava o aparelho, sendo que a primeira foi para a cidade de Manaus, onde uma quadrilha praticou o roubo a banco e a suspeita recebeu a quantia de R$ 2 mil, retornando depois para Cuiabá com a maleta. Ela foi então presa e encaminhada à delegacia.

Queda de avião
 
No último mês de dezembro um aparelho do mesmo tipo foi apreendido pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), na 'Operação Lepus'. O equipamento tinha sido despachado no aeroporto de Curitiba, dentro de uma mala, enrolado em dois cobertores, com destino a Cuiabá. À época o delegado Luiz Henrique Damasceno explicou que a maleta poderia ter causado a queda do avião.
 
“A Maleta, que possui um botão de acionamento capaz inibir os sinais transmitidos de maneira remota, veio dentro do avião e poderia gerar risco e levar a queda da aeronave, que transportou de Curitiba a Cuiabá”, disse.
 
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nho Belo
    03 Mai 2019 às 10:01

    Pra mim, deve ser enquadrado em crime contra a segurança nacional, comparado a crime de terrorismo. As penas para uso destes equipamentos tem que ser muito altas, pelo perigo em potencial que causa.