Olhar Direto

Quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Casal obrigado a comer apenas arroz e soro de leite é resgatado; mulher sofria abusos

Da Redação - Fabiana Mendes

05 Dez 2019 - 10:05

Foto: Divulgação - PMMT

Casal obrigado a comer apenas arroz e soro de leite é resgatado; mulher sofria abusos
Um homem e uma mulher encontrados em situação análoga à escravidão foram resgatados por policiais militares do 5º Comando Regional, em conjunto com os agentes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município de Pontal do Araguaia (a 515 quilômetros de Cuiabá), na tarde de quarta-feira (4). As vítimas foram identificadas como M.S.S, de 49 anos, e  M.S.S., de 48.

Leia mais:
Homem vai desativar alarme de BMW e encontra carro pegando fogo

O fato aconteceu por volta das 17 horas, quando os policiais foram acionados pelos agentes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e se deslocaram até a propriedade, nas proximidades do Assentamento Brilhante, a cerca de 10 km da cidade.
 
As vítimas relataram que não recebiam qualquer tipo de pagamento pelo trabalho prestado e que a única refeição que comiam era arroz com soro de leite. Ainda segundo a vítima M.S.S., ela possui um benefício social de um salário mínimo, contudo, ele era retido pela proprietária da fazenda em sua totalidade. Ela contou ainda que foi abusada sexualmente pelo esposo da proprietária, que a agrediu fisicamente com um facão.
 
Já o senhor de 48 anos contou que é vítima de maus-tratos e agressão com frequência. Inclusive em um momento de fome extrema, ele e a mulher teriam matado uma galinha da propriedade para se alimentarem, porém, ao serem descobertos, foram agredidos com uma arma de fogo, por um dos filhos da proprietária da fazenda.
 
Segundo constatado pelos agentes do CRAS, a situação de higiene do local onde as vítimas ficavam eram péssimas. A equipe verificou ainda que eles eram obrigados a fazer necessidades fisiológicas no mato, além de não possuírem calçados e nenhum material de higiene pessoal.
 
Aos policiais, a proprietária da fazenda O.M.S., de 80 anos, e sua filha V.L.J.A., de 58 anos, negaram as acusações, relatando que encontraram as vítimas em situação de vulnerabilidade e teriam as trazido para trabalharem na fazenda, mediante pagamento de meio salário mínimo e oferecendo ainda alimentação e moradia.
 
As suspeitas foram encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Barra do Garças (509 km de Cuiabá), onde prestaram depoimento.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Isaque Domingos de Oliveira
    28 Dez 2019 às 01:39

    Queremos mais informacoes isso e pouco. quero sabar oque vai acontecer com os capitores e os escravisados. MAIS INFORMACOES POR FAVOR. QUERO SABER QUANTO VALE UM NEGRO PARA A JUSTICA BRASILEIRA.

  • Maria Aparecida Schirrmann
    05 Dez 2019 às 21:39

    FICO INDIGNADA COM TANTA MALDADE DOS PODEROSOS, A LEI NÃO AGE, NÃO PRENDE ESSAS "PESSOAS" POR MAUS TRATOS". É REPUGNANTE.

  • Zeca
    05 Dez 2019 às 13:31

    Se antes viviam em situação de vulnerabilidade, foi-lhes dado o direito de morarem em uma casa. Porém vê-se que a residência não tem condições de abrigar humanamente ninguém. Enfim, se não for para ajudar, deviam tê-los deixado como e onde viviam antes.

  • San
    05 Dez 2019 às 13:26

    A casa caiu

  • ana paula
    05 Dez 2019 às 12:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • MICHELLE
    05 Dez 2019 às 10:29

    sera que acham que os policiais são besta olha o estado do lugar onde estavam precisam ser presas pagarem pelo que fez , devolver todos os anos que ficaram com o beneficio dessa mulher tem que ter justiça tem 80 anos mas sabe fazer maldade com os outros kd foto tem que mostrar quem são devera aparecer muito mais crimes escondidos .

Sitevip Internet