Olhar Direto

Domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Selma nega apoio a Pivetta e diz que ainda aguarda recurso no STF para se manter no cargo

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

24 Jan 2020 - 15:26

Foto: Agência Senado

Selma nega apoio a Pivetta e diz que ainda aguarda recurso no STF para se manter no cargo
Longe dos holofotes desde que teve sua cassação confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro do ano passado, a ainda senadora Selma Arruda (PODE) negou informação publicada pela coluna Radar, da Revista Veja, de que ela e seu partido vão apoiar a candidatura do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) para o Senado, na vaga aberta com a cassação. Ela recordou ainda cabe recurso à decisão lhe tirou o mandato.

Leia também
Em oposição a Bolsonaro, PCdoB confirma pré-candidatura de ex-reitora da UFMT ao Senado


De acordo com o colunista Robson Bonin, Selma já definiu o apoio a Pivetta e seu partido, sob a liderança do senador Alvaro Dias, já está negociando a migração do vice-governador para o Podemos, caso ele seja eleito na eleição suplementar agendada para 26 de abril.

A senadora cassada, no entanto, foi taxativa em dizer, por meio de nota, que não tem nenhum nome preferido na disputa suplementar, além de deixar claro que está aguardando recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para se manter no cargo.

“Sobre a informação divulgada ontem, na coluna Radar da Revista Veja online, a respeito da opinião da senadora Selma sobre possíveis candidatos à eleição suplementar no estado, a parlamentar esclarece que não tem nenhum candidato favorito e não apoia nenhum nome”, disse a juíza aposentada em comunicado encaminhado à imprensa.

“É importante destacar que a decisão ainda cabe recurso extraordinário ao Superior Tribunal Federal e depende do rito da Casa Legislativa”, afirmou.

Selma Arruda foi cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) no mês de abril de 2019 e teve a condenação confirmada pelo TSE pelas infrações de abuso de poder econômico e caixa 2 durante sua campanha.

Em entrevistas nesta semana, o vice-governador Otaviano Pivetta, que já figura como um dos principais candidatos na eleição suplementar, elogiou a atuação de Selma Arruda no Senado e que pretende continuar com sua luta contra a corrupção, caso ele seja escolhido pelo povo mato-grossense.

Veja anota abaixo:


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a informação divulgada ontem, 23/01/2020, na coluna Radar da Revista Veja online, a respeito da opinião da senadora Juíza Selma (Podemos -MT) sobre possíveis candidatos à eleição suplementar no estado, a parlamentar esclarece que não tem candidato favorito e não apoia nenhum nome.

É importante destacar que a decisão ainda cabe recurso extraordinário ao Superior Tribunal Federal e depende do rito da Casa Legislativa.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet