Olhar Direto

Segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Prefeita volta a impor restrições a bares e lanchonetes após descumprimento de recomendações

Da Redação - Fabiana Mendes

05 Jun 2020 - 11:45

Foto: Assessoria

Prefeita volta a impor restrições a bares e lanchonetes após descumprimento de recomendações
A prefeita de Sinop, Rosana Martinelli, editou um novo decreto que endurece as medidas para conter o avanço do coronavírus. A decisão foi tomada diante da constatação do não atendimento das exigências impostas às empresas. Até o momento, 123 notificações foram emitidos para diversos estabelecimentos.

Leia mais:
Prefeitura perde paciência com empresários e aplicará multa mínima de R$ 2,8 mil a quem descumprir medidas

O documento deve abranger, especificamente, o setor de bares da cidade, que, apesar de beneficiado com o último decreto que permitia a abertura, desde que adotando medidas preventivas, como redução da capacidade em 50% e exigência do distanciamento social por parte dos clientes, não vinha cumprindo o compromisso firmado com a Administração Municipal.

A partir de agora, devem ser restringidas algumas atividades anteriormente liberadas, como o serviço de entrega após a meia noite. “A flexibilização que existia para bares, lanchonetes e afins passará a ser proibida”, disse Rosana Martinelli, durante pronunciamento feito pela Internet.

Conforme a gestora, um dos pontos que deve constar do documento é que música ao vivo e transmissão de shows em telões e televisão passarão a ser proibidos independentemente do horário, sendo permitida apenas música ambiente. “Tudo isso porque, infelizmente, os estabelecimentos não respeitaram a flexibilização no período noturno. Essas medidas são para evitar prejudicar quem tem cumprido os decretos. Nós estamos trabalhando e precisamos da colaboração da população”.

Durante a transmissão, a prefeita considerou o cenário para Covid-19 em Sinop como “alarmante”. Ela também anunciou maior rigor nas ações de fiscalização e que o descumprimento das regras para contenção da disseminação do coronavírus pode acarretar em fechamento das empresas. Até hoje, a força tarefa composta por Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária e Procon emitiu 123 notificações aos estabelecimentos flagrados descumprindo as regras impostas pelos decretos atualmente em vigência.

Acompanhada do secretário Municipal de Saúde, Kristian Barros, a prefeita Rosana fez um alerta a respeito do cenário atual do município, quanto aos casos confirmados e em investigação. “Desde o primeiro dia que tivemos pacientes com suspeitas em Sinop estamos aqui trazendo informações, diariamente, para a população, sempre transparentes e com responsabilidade. Em nenhum momento trabalhamos com ‘achismo’. Sei que a responsabilidade é minha como prefeita e nunca me omiti. Confiei na população e continuo confiando, mas todos devemos ter responsabilidade, temos que trabalhar juntos. Eu fazendo minha parte e a população fazendo a parte dela”.

O secretário Kristian Barros enfatizou que a Secretaria tem atuado em conformidade com os protocolos de atualização de dados adotados pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

“O que é preciso deixar claro é que o município trabalha com dados confirmados. A gente tem notado muita informação desencontrada de pessoas que estão em isolamento domiciliar ou até mesmo internadas e não aparecem como confirmadas, porque a confirmação para Covid-19 só é feita após os exames laboratoriais. Existe um protocolo para isso, que é determinado pelo Ministério da Saúde, o qual seguimos e devemos seguir”, expressou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet