Olhar Direto

Notícias / Cidades

Mulher que segurava bebê é assassinada a tiros; criminoso pediu para testemunha segurar criança

Da Redação - Bruna Bom

03 Jul 2020 - 11:20

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mulher que segurava bebê é assassinada a tiros; criminoso pediu para testemunha segurar criança
Uma mulher, de 46 anos, foi assassinada a tiros na noite desta quinta-feira (2) por volta das 19h. O caso aconteceu na cidade de Alta Floresta (636 quilômetros de Cuiabá), no bairro Vila Nova. Ela segurava um bebê no momento do crime, que o suspeito pediu para que fosse entregue a uma testemunha e depois efetuou os disparos.

Leia mais:
Dois criminosos são mortos por policial de folga durante assalto


De acordo com o boletim de ocorrência, testemunhas informaram que quatro suspeitos chegaram ao local onde a vítima estava em duas motocicletas. 

Um deles, descrito pelas testemunhas como magro e de estatura mediana, desceu da garupa de uma das motos e foi até a vítima.

No momento em que o suspeito se dirigiu à vítima ela segurava uma criança de colo. O suspeito então pediu para que ela entregasse a criança para uma outra mulher que estava no local.

Quando a criança saiu do colo da vítima, o suspeito efetuou os disparos. Ao fugir, os suspeitos efetuaram mais dois disparos para o alto.

A Polícia foi acionada e realizou buscas próximo ao local onde o crime aconteceu, mas não obteve sucesso em localizar o responsável pelos disparos. O caso foi encaminhado para a Polícia Civil, que deve apurar a motivação do crime.

Com informações do site Notícia Exata.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cirao
    04 Jul 2020 às 06:56

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ares
    03 Jul 2020 às 14:26

    Não sei porque alguns se sujeitam a defender seres tão cruéis inúteis e impiedosos como criminosos

Sitevip Internet