Olhar Conceito

Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Notícias / Música

de MT para o mundo

Cantor de Mato Grosso se apresenta em evento em Seattle, nos Estados Unidos

Da Redação - Isabela Mercuri

01 Fev 2019 - 14:10

Foto: Da Assessoria

Cantor de Mato Grosso se apresenta em evento em Seattle, nos Estados Unidos
Nascido em Goiás, mas mato-grossense de coração, o cantor e músico Raphael Koury se apresenta, no próximo domingo (3/2), do evento ‘Open Hearts 2019’, em Seattle, nos Estados Unidos. Só ele e mais um brasileiro integram o time do show, que tem por objetivo promover um intercâmbio cultural por meio da música.

Leia também:
Bandas cuiabanas realizam evento beneficente para ajudar agente cultural que fraturou a coluna
 
“Estamos todos bem empolgados. Na apresentação, uma banda de Seattle irá me acompanhar. Eles estudaram pesado meu repertório – que começa com ‘Boa Noite’ de Djavan, passa por músicas de Tom Jobim, Zeca Baleiro e Tim Maia, assim como por canções internacionais de John Mayer, Jason Mraz e Ed Sheeran. É uma grande mistura. Aliás, o objetivo do projeto é exatamente esse: proporcionar a troca de ideias, influências e incentivar o trabalho em grupo”, explica Raphael.
 
O cantor está em Vancouver, no Canadá, estudando, e acredita que novos shows virão após esta apresentação. “Serão 45 dias em Vancouver. Quero aproveitar para compor algumas coisas novas. Quem sabe, fazer outros shows – que devem surgir com os músicos do ‘Open Hearts’. Estou bem empolgado em relação ao ano de 2019. Quero melhorar a produção do show que faço com a Cia. Sinfônica, que – nos últimos anos – tem me proporcionado várias apresentações em cidades do interior e de outros estados [região norte, nordeste e sudeste], assim como investir no show de PopRock. Inclusive, já fica o convite: estaremos no Malcom Pub no dia 15 de março. Também pretendo continuar firme com as parcerias, gravar alguns materiais em estúdio e trilhar a agenda de shows – que está legal. Tem apresentação marcada até para maio do ano que vem”.

Koury aprendeu a tocar violão aos seis anos de idade, e já tem quinze anos de estrada. Ele também atua como engenheiro civil, e faz parte da Cia Sinfônica, em Mato Grosso. Já abriu shows nacionais e tocou com a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).
 
A apresentação de domingo é um novo desafio. “Apenas outro brasileiro integra o projeto e são basicamente dois cantores: eu e uma americana. Além disso, será um grande desafio: a banda que estará comigo deve tocar faixas autorais. Ensaiamos durante os finais de semana e o resultado está bem legal”, conta.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet