Olhar Conceito

Sábado, 20 de julho de 2024

Notícias | Comportamento

Cor da pele

A dura realidade dos albinos africanos que são perseguidos por serem brancos

A dura realidade dos albinos africanos que são perseguidos por serem brancos
A Ilha de Ukerewe, na Tanzânia tem uma grande população de africanos albinos. Mesmo existindo em grande número, essas pessoas sofrem um severo preconceito, e além de terem que lidar com as dificuldades de sua falta de pigmentação – como problemas de visão e o câncer de pele – eles têm que conviver com o medo de serem mortos e torturados, e partes do seu corpo serem vendidas para fins de medicina e bruxaria.


É isso mesmo que você leu – existe um lugar no mundo onde comete-se essa atrocidade em nome de crendice e religião. Nessa ilha, muitos que nascem com albinismo são mortos pouco depois do nascimento, pois acredita-se que eles sejam “demônios brancos”, ou fantasmas, e que seus corpos possuem propriedades medicinais.

Felizmente, essa realidade está mudando aos poucos. Hoje em dia tem uma comunidade de albinos que se apoiam e compartilham experiências. Filmado ao longo de 6 anos, antes, durante e depois de um surto de assassinatos em rituais brutais que varreram o país, “In The Shadow of the Sun” conta a história de dois desses membros dessa comunidade: Josephat e Vedastus, nascidos em gerações diferentes, mas ambos com uma luta intensa e uma realidade dura de paus, pedras e abuso verbal de pessoas que os tratam como a encarnação do demônio. Clique aqui e veja o trailer deste documentário (em inglês).

Combinando descrições chocantes e cenas de violência e assassinato, o filme acompanha esses dois homens e como eles tentam descobrir como escapar da tirania física e psicológica que eles enfrentam todos os dias de suas vidas, enquanto acordados e, ainda mais assustadoramente, enquanto dormem

O filme foi lançado esse ano e exibido no The Human Rights Watch Festival.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet