Olhar Direto

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Mauro Mendes cobra de Jair Bolsonaro desburocratização e combate à violência

Da Redação - Érika Oliveira

29 Out 2018 - 17:00

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Mauro Mendes cobra de Jair Bolsonaro desburocratização e combate à violência
A partir de janeiro de 2019, Mato Grosso e o Brasil terão seus Governos conduzidos por novas mãos. Eleito ainda em primeiro turno, o futuro governador do Estado, Mauro Mendes (DEM), não esperou cessar o clima de comemoração e já cobrou do presidente escolhido por 55% dos votos válidos neste domingo (28), Jair Bolsonaro (PSL), algumas de suas principais promessas de campanha: a desburocratização do serviço público e o enfrentamento da violência.

Leia mais:
Jair Bolsonaro é eleito presidente da República e conquista 66% dos votos em MT; veja repercussão

“Espero que o Brasil encontre um novo caminho e que o nosso presidente Jair Bolsonaro possa fazer tudo aquilo que os brasileiros esperam de um Governo Federal. Que vá na linha da simplificação do Estado, que desburocratize, que realmente enfrente o problema da criminalidade da forma que precisa ser feito, para trazer novamente a liberdade para a grande maioria das pessoas de bem que estão amedrontadas nesse país”, declarou Mauro Mendes, após o anuncio da vitória de Jair Bolsonaro.

Mauro votou no candidato do PSL desde o primeiro turno e, cabe destacar, possui agenda alinhada com o futuro presidente. Ambos pretendem reduzir o número de secretarias e ministérios e defendem, além do estado mínimo, um aumento na repressão à criminalidade.

Quanto aos cortes prometidos, que envolvem também a demissão de cargos estratégicos, nem Mauro Mendes nem Jair Bolsonaro especificaram quais pastas serão atingidas. No caso de Mato Grosso, a promessa é de que até o próximo mês haja um detalhamento neste sentido.

A expectativa, com relação ao Governo Federal, é de que já nas próximas semanas a equipe econômica comandada pelo guru de Bolsonaro, o economista Paulo Guedes, revele algumas das ações que serão implementadas pelo próximo Governo.

Em Mato Grosso, Bolsonaro recebeu mais de 66% dos votos, enquanto seu adversário, Fernando Haddad (PT) ficou com pouco mais de 33%. Em praticamente todas as cidades do Estado, o presidente eleito teve mais votos.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Talisia
    29 Out 2018 às 21:37

    SENHOR GOVERNADOR ELEITO MAURO MENDES, VOCÊ TAMBÉM TEM OLHAR COM ATENÇÃO PARA A FLORESTA DO ESTADO DE MATO-GROSSO QUE VEM SOFRENDO BASTANTE COM O DESMATAMENTO ILEGAL A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, E AINDA MAIS A FISCALIZAÇÃO E A IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA A MAIORIA DOS DEPUTADOS E AQUELES QUE QUEREM ANDAR NA ILEGALIDADE, A FLORESTA É PARA A PRESENTE E AS FUTURAS GERAÇÕES.

  • Chitara de la Kosta
    29 Out 2018 às 20:06

    E do Senhor cobraremos não ter mão leve como seus antecessores.

  • José
    29 Out 2018 às 19:00

    Cobrando o Bolsonaro? Ponha-se no seu lugar seu conversador.

  • JUCABALA
    29 Out 2018 às 18:33

    Mauro Mendes não tem que cobrar nada!! Tem é que pagar o que deve!!!

  • Marco Antônio
    29 Out 2018 às 18:28

    NÃO existiu COBRANÇA alguma na fala do governador eleito, e sim declarou a esperança de que Bolsonaro possa cumprir seu programa de governo.

  • joaoderondonopolis
    29 Out 2018 às 18:03

    Mudar de assunto de ganso para pato. Mauro Mendes não outra alternativa a não ser taxar o Agro. Agora se não acontecer, a população do estado deve protestar nas ruas para baixar o ICMS da energia elétrica. Já que Mauro Mendes pode beneficiar meia dúzia de empresários do Agro, pode perfeitamente baixar o ICMS sobre energia elétrica que atinge mais pessoas. Vamos cobrar também investimentos urgente na saúde, já que pode beneficiar o Agro.

  • Fernando
    29 Out 2018 às 17:48

    Até sábado passado, estava em cima do muro...agora vestiu a camisa e já tá cobrando.....todos oportunistas....

  • Cuiababa
    29 Out 2018 às 17:44

    O POVO ESPERA MAIS TRANSPARÊNCIA E MENOS ESTADO NA VIDA DO CONTRIBUINTE MUITO MENOS, CARGA MUITO PESADA !!

  • AVANÇA LOGO MT
    29 Out 2018 às 17:42

    SENHOR GOVERNADOR OS DESAFIOS SÃO CORTAR AS DESPESAS PORQUE SENÃO VAI FICAR IGUAL RIO DE JANEIRO , ENTÃO SERÁ DESAFIOS ENORMES,MAS BASTA CONSULTAR A POPULAÇÃO

  • SEU SARAIVA
    29 Out 2018 às 17:33

    Espero que os dois estejam alinhados pq nosso estado precisa de melhoras, votei nos dois, agora aguardo uma boa gestão para melhoria da nossa população.!

Sitevip Internet