Olhar Direto

Sexta-feira, 21 de junho de 2024

Notícias | Política MT

Processo

Pedro Taques se recusa a fazer acordo com Muvuca em audiência na Juizado Especial

Foto: Danilo Bezerra/Olhar Direto

Pedro Taques se recusa a fazer acordo com Muvuca em audiência na Juizado Especial
O senador Pedro Taques, candidato a governador de Mato Grosso pelo PDT, se negou a fazer um acordo na Justiça com José Marcondes Muvuca (PHS), seu oponente neste ano na disputa pelo Palácio Paiaguás. Taques processou Muvuca por injúria e difamação após o jornalista ter acusado o pedetista em um artigo de se eleger com recursos da “máfia dos combustíveis” – termo utilizado pelo candidato do PHS.


Acabar com OS da Saúde é ponto pacífico de todos os candidatos ao Governo
Presidente do PHS reforça campanha de Muvuca em MT; candidato tem audiência com Taques hoje

A audiência de conciliação entre Taques e Muvuca ocorreu no Juizado Especial, do Complexo Maruanã instalado na avenida do CPA. Ao chegar na audiência, Taques evitou cumprimentar seu adversário e afirmou que não fará acordo.

Muvuca ainda propõe fazer uma retratação pública, retirando tudo o que disse, sob a condição de que Taques quebre seu sigilo bancário e o de sua esposa, provando que não que não foi abastecido pela “máfia dos combustíveis”.

No total, são sete processos movidos por Taques contra Muvuca. “Respondo por tudo que escrevi. No Brasil nós não podemos tolher os diretos de um cidadão em vocalizar sua opinião. Estou aqui pronto para resolver”, informou o candidato do PHS, que classifica as ações de Taques como desproporcionais. “Querem me crucificar para servir de exemplo”, explica. Ele ainda considerou como desproporcional as medidas adotadas pelo candidato, já que ocupa um cargo de senador da República.

Taques para imprensa declarou que não têm motivos para aceitar nenhum acordo e que teve sua moral e de sua família ofendidas. "Eu fiz o que qualquer cidadão pode fazer. Recorrer ao Judiciário para que providências sejam adotadas. Confio no Judiciário de Mato Grosso queremos que a justiça seja feita. 

Ele ainda citou que considera muito fácil que as pessoas utilizem desse período para aparecer. "Isso é muito fácil. Todo cidadão tem o direito de se valer do poder judiciário. Ninguém pode ser difamado e sair impune".

Já o candidato do PHS, rechaçou a fala de Taques afirmando que não solicitou a redesignação da audiência para esse mês. ‘É preciso deixar claro que esse pedido não partiu de mim”.

*Atualizada às 17h34
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet