Olhar Jurídico

Terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Artigos

O espírito de liderança que a OAB-MT precisa

Autor: Joaquim Spadoni

13 Out 2015 - 09:42

A conjuntura política, social e econômica de nosso país, nos últimos anos, tem me feito pensar, cada dia mais, na importância da profissão que exerço com tanta paixão.

A advocacia, já diz a Constituição e a lei, é essencial à manutenção da ordem jurídica e da paz social, ingredientes indispensáveis para que nosso país possa progredir com instituições democráticas fortes, desenvolvimento econômico sustentável, segurança pública e justiça social.

Nesse contexto, a Ordem dos Advogados do Brasil, como representante da advocacia e representante da sociedade, possui papel fundamental a ser exercido.

Foi empurrado pelo incômodo da situação que o Brasil tem atravessado que resolvi, dessa vez, participar mais ativamente das próximas eleições da OAB-MT e analisar meu apoio a um dos pré-candidatos que até agora se apresentaram.

Fiquei satisfeito em ver que todos, sem exceção, são profissionais tarimbados, aguerridos e experientes. São profissionais e pessoas que estimo e respeito muito.

Mas apoio a pré-candidatura de Leonardo Campos. Ele já mostrou conhecer a fundo nossa classe, e trabalhou muito bem por ela, enquanto presidente da Caixa de Assistência dos Advogados.

Conhece não só as dificuldades da advocacia na Capital, mas principalmente, as agruras do exercício da profissão para os colegas do interior, que chegam a estar a mais de 1.000km de distância de nossa sede e da sede do Poder Judiciário.

Acredito que seus intentos de proteção e defesa dos interesses da classe serão sobrelevados se ele puder representa-la como Presidente de nossa Seccional, não medindo esforços para que todos os setores governamentais e sociais respeitem os direitos e prerrogativas da advocacia, e atendam adequadamente as nossas necessidades básicas para o adequado e eficaz exercício da profissão.

Mas a OAB não representa apenas os advogados. Ela também possui a função constitucional e legal de zelar pela ordem jurídica, representando a sociedade e tutelando seus interesses, tendo à sua disposição instrumentos legais eficazes, que devem e precisam ser utilizados.

O espírito combativo de Leonardo é o espírito de liderança que a OAB-MT precisa; que a sociedade mato-grossense precisa. E precisa agora.

A sociedade não pode ficar desamparada, sem a força da proteção da nossa Ordem. A sociedade precisa de uma guardiã independente, aguerrida e que defenda, incondicionalmente, a correta aplicação das leis.

Precisamos de uma Ordem forte. Uma Ordem combativa. Uma Ordem para os advogados. Uma Ordem para a sociedade.

Precisamos de Leonardo Campos.

Joaquim Spadoni é sócio do escritório SPADONI JAUDY ADVOGADOS, mestre em Direito Processual Civil pela PUC-SP, LL.M (Master of Law) pela University of California – Berkeley School of Law.
Sitevip Internet