Olhar Jurídico

Segunda-feira, 06 de abril de 2020

Notícias / Geral

Pleno do TJMT concede aposentadoria ao desembargador Alberto Ferreira

Da Redação - Arthur Santos da Silva

27 Fev 2020 - 15:52

Foto: Reprodução

Pleno do TJMT concede aposentadoria ao desembargador Alberto Ferreira
O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) concedeu aposentadoria ao desembargador Alberto Ferreira. A decisão, de forma unânime, foi estabelecida nesta quinta-feira (27). Edital para nova escolha de desembargador será aberto após publicação da desvinculação.
 
Leia também 
Maioria do Pleno do TJMT vota por criar nove cargos para desembargador


A desvinculação do magistrado será datada do dia quatro de março. Ainda segundo a assessoria, a escolha do novo desembargador, proveniente da magistratura, se dará por antiguidade.

Em setembro de 2019, Alberto Ferreira passou por procedimento cirúrgico na coluna, se afastando do Tribunal. A expectativa era que o retorno ocorresse entre o fim de janeiro e começo de fevereiro de 2020.

Alberto Ferreira de Souza foi escolhido em 2009 para compor o Pleno do Tribunal de Justiça. Com mais de 30 anos de magistratura, jurisdicionou por 16 anos na Terceira Vara da Fazenda Pública da Comarca de Cuiabá. Ele assumiu a vaga deixada pela desembargadora Shelma Lombardi de Kato.

Natural do município de Osvaldo Cruz (SP), Alberto Ferreira graduou-se em Direito pelo Instituto Toledo de Ensino, em Presidente Prudente (SP), no ano de 1980. Seu ingresso na magistratura mato-grossense ocorreu no concurso público realizado em 1986.

Além da vaga deixada por Alberto Ferreira, O Tribunal de Justiça votou na mesma sessão a criação de mais nove cargos de desembargador.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sirlei Mariano Barbosa
    28 Fev 2020 às 13:17

    Este homem prejudicou minha família em um processo fraudulento que o Intermate Instituto de terras do Mato Grosso entregou até medição falsa e agora vai se aposentar ??????parabéns justiça do nosso País

  • Jo
    28 Fev 2020 às 08:42

    Cheio da grana....

  • jose de faria lima
    28 Fev 2020 às 08:41

    O que tem a ver Bolsonaro com a aposentadoria do Desembargador? Eu heim, povo mais sem noção... vai dizer que o coronavírus também é culpa dele? Ah, vá!!!!

  • Onorio Gonçalves da Silva Junior
    28 Fev 2020 às 00:50

    Fará muita falta. Um desembargador muito preparado e técnico. Além de louvar a língua portuguesa com uma forma poética de escrever.

  • Sirlei Mariano Barbosa
    27 Fev 2020 às 22:26

    este canalha ferrou minha família e tem direito de se aposentar m este País e um lixo os militares tem que tomar conta e acabar com esses corruptos

  • Só rindo
    27 Fev 2020 às 20:01

    Agora tudo e culpa do Bolsonaro..nos anos anteriores era a mesma coisa. E ninguém dizia nada com rabinho entre as pernas..há mas tinha bolsa coitado..que prefere o peixe a ter que pescar. Rsrs

  • Podero Timão
    27 Fev 2020 às 17:10

    Joana pedra 90..pertinente sua lembrança..aí ficam.aqui os revoltados indignados ...

  • Joana pedra 90
    27 Fev 2020 às 16:33

    Novo e já aposentada. Ganhando uma fábula. É vc, eleitor, trabalha para sustentar. Bem feito para quem elegeu Bozonaro.

Sitevip Internet