Olhar Jurídico

Quinta-feira, 06 de maio de 2021

Notícias / Civil

fakenews

Justiça condena ex-vereador Abílio Junior a fazer retratação pública por notícia falsa

Da Redação - Arthur Santos da Silva

15 Abr 2021 - 09:50

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça condena ex-vereador Abílio Junior a fazer retratação pública por notícia falsa
A Justiça condenou o ex-vereador Abílio Junior a se retratar, em seu perfil no Facebook, de uma fakenews (notícia falsa) propagada contra Luany Masson, esposa do vereador por Cuiabá, Paulo Henrique. A decisão foi proferida pelo 8º Juizado Especial Cível de Cuiabá. Abílio também deve pagar R$ 6 mil por danos morais. 

Leia também 
Gilmar vê interferência indevida e suspende decisão que previu relaxamento de medidas em Cuiabá


A medida é reflexo de uma acusação feita pelo ex-parlamentar em suas redes sociais no ano passado. Na oportunidade, Abílio fez postagens acusando Luany de promover festa com aglomeração durante a vigência do decreto municipal restritivo.

Procurando reestabelecer a verdade, a esposa do parlamentar recorreu à Justiça. Na ação, ela apresentou provas de que a referida festa foi realizada antes do início da pandemia na Capital. Contudo, o fotografo que registrou o momento só entregou as fotos em abril de 2020, quando Cuiabá já estava em quarentena.

Na decisão, a juíza Patrícia Ceni acatou as alegações apresentadas por Luany, e ainda enfatizou que tais acusações teriam sido feitas por questões políticas. Isto porque, o seu principal adversário na eleição do ano passado aparecia em fotos publicadas pela esposa de Paulo Henrique nas redes sociais.

Diante disso, Abílio foi condenado a se retratar publicamente, tendo em vista que Luany recebeu ataques por meio de comentários em suas redes sociais, além da publicação ser compartilhada por diversas pessoas na rede social, tendo a notícia falsa aumentado seu alcance.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet