Olhar Jurídico

Sábado, 16 de outubro de 2021

Notícias / Criminal

Casa de servidores foram alvos

Operação do Gaeco e Naco apura suspeita de 'rachadinha' supostamente comandada por prefeito

Da Redação - Wesley Santiago

18 Ago 2021 - 09:00

Foto: JK Notícias

Operação do Gaeco e Naco apura suspeita de 'rachadinha' supostamente comandada por prefeito
A operação deflagrada pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco Criminal), com apoio do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na manhã desta quarta-feira (18), apura um suposto esquema de 'rachadinha', que seria - em tese - comandado pelo prefeito de Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá), Ari Lafin. Foram cumpridas buscas e apreensões na prefeitura e também na Secretaria de Esportes da cidade.

Leia mais:
Prefeitura e secretaria de Esportes são alvos de operação do Gaeco em suposta denúncia contra prefeito

Em entrevista à imprensa local na manhã de hoje, o secretário de administração, Estevam Hungaro Calvo, pontuou que a investigação é de 2017, ainda da época eleitoral e teria sido feita por um adversário político do prefeito.

Ainda conforme o secretário, a denúncia aponta que o prefeito estaria, em tese, cobrando valores de servidores comissionados por mês, configurando um esquema de rachadinha.

A rachadinha consiste no repasse, por parte de um servidor público ou prestador de serviços da administração, de parte de sua remuneração a políticos e assessores.

O secretário refutou as acusações: "Entendemos que isso não procede, eu como secretário de administração nunca recebi um pedido desse. Conhecemos o Ari, é uma pessoa íntegra. Com certeza, lá na frente o prefeito irá provar sua inocência, assim como os servidores".

O gestor ainda pontuou que pessoas públicas são passíveis de inquéritos policiais, já que denúncias existem e sempre irão existir. Ele ainda crê que esta seja mais uma questão eleitoreira, já que um candidato da oposição nas últimas eleições foi ouvido como testemunha.

Nesta quarta-feira, os agentes cumpriram mandados na Prefeitura Municipal, Secretaria de Esportes e na casa de pelo menos dois servidores públicos, sendo um deles subsecretário da Pasta.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet