Olhar Jurídico

Domingo, 26 de junho de 2022

Notícias | Criminal

suposta agressão

Justiça em Santa Catarina segue parecer do MP e arquiva inquérito contra Pivetta

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça em Santa Catarina segue parecer do MP e arquiva inquérito contra Pivetta
Justiça Estadual de Santa Catarina acolheu manifestação do Ministério Público e determinou o arquivamento de inquérito policial que apurava suposta agressão cometida pelo vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta contra Viviane Kawamotto, sua ex-esposa. Decisão é desta quinta-feira (24). 

Leia também 
MP pede arquivamento de denúncia contra Pivetta por suposta agressão a ex-esposa

 
“Acolho as razões apresentadas pelo Ministério Público, e, em consequência, determino o arquivamento do presente procedimento”, traz documento assinado pelo juiz Marcelo Trevisan Tambosi.
 
Conforme documento assinado pelo Ministério Público, inúmeras versões, falta de apresentação de testemunhas e a inconsistência dos fatos narrados pela ex-esposa conferem um “conjunto nebuloso”, que inviabiliza a ação penal.
 
O parecer foi emitido pelo promotor Luiz Franzoni Cordeiro. Em sua análise, ele relata que durante a apuração do inquérito, foi constatado que Viviane Kawamoto não apresentou uma versão “firme e coerente dos fatos”, o que terminou por prejudicar a credibilidade de sua palavra.
 
Pesou ainda em desfavor de Viviane, o fato de que funcionários da casa onde eles estavam no dia do confronto terem relatado ao juízo que Pivetta sequer sabia que a então esposa iria encontrá-lo em Santa Catarina. Isso porque, o vice-governador havia saído de Cuiabá e seguido rumo a cidade litorânea justamente para evitar encontrá-la, já que estavam com o relacionamento estremecido.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet