Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Notícias | Civil

OCUPADA SEM ANUÊNCIA DO INCRA

MPF desmembra inquérito para apurar irregularidades de projeto financiado por banco na Gleba Tibagi

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

MPF desmembra inquérito para apurar irregularidades de projeto financiado por banco na Gleba Tibagi
O Ministério Público Federal (MPF) desmembrou inquérito civil instaurado em março de 2023 para apurar irregularidades na ocupação de um lote da Gleba Tibagi, em Brasnorte (579 km a Noroeste) e suposta omissão do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em atuar no caso, para também apurar possíveis irregularidades das áreas adjacentes, correspondentes às antigas fazendas Rival e Flores Negra, projeto financiado pelo Banco da Terra.


Leia mais
Mulher atropelada pela esposa do ex-deputado Adilton Sachetti pede pensão vitalícia à Justiça

Portaria que circula no Diário Oficial do MPF desta quarta-feira (20) foi assinada pelo procurador da República Matheus Andrade Bueno, que afirmou que o assentamento Tibagi passou a ser ocupado por particulares sem anuência do Incra.

“Considerando a determinação de continuidade da investigação apenas em relação ao PA Tibagi, sobretudo ocupação por particulares sem anuência do INCRA. Resolve desmembrar o inquérito civil em epígrafe quanto ao objeto: averiguar supostas irregularidades das áreas contíguas ao PA Tibagi, locais correspondentes às antigas fazendas Rival e Floresta Negra, projeto financiado pelo Banco da Terra, no que diz respeito à reforma agrária”, diz trecho da portaria.

Um dos maiores assentamentos do país,  a Gleba Tibagi está numa área de 114,5 mil hectares, no município de Brasnorte. Em sua maioria agricultores familiares, 1,4 mil famílias residem no local.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet