Olhar Jurídico

Sexta-feira, 14 de junho de 2024

Notícias | Administrativo

ELEIÇÕES EM OUTUBRO

Três demonstraram interesse pelo comando do TJMT, mas presidente pondera que cenário está indefinido

Foto: Reprodução

Três demonstraram interesse pelo comando do TJMT, mas presidente pondera que cenário está indefinido
A presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Clarice Claudino, afirmou que o cenário para sua sucessão ao cargo está indefinido. Ainda sem lançamento oficial de candidaturas, as eleições para o biênio 2025/26 acontecerão em meados de outubro, e alguns magistrados já começaram a demonstrar interesse pelo posto máximo da Justiça mato-grossense, como é o caso de Gilberto Giraldelli, José Zuquim Nogueira e João Ferreira Filho.


Leia mais
Procurador destaca frieza e gravidade para pedir que médico acusado de homicídios em Peixoto seja mantido preso

Questionada se tem algum magistrado que pretende apoiar, Claudino disse que ainda é cedo para tal, ante a indefinição do pleito, mas ponderou que nos próximos meses o quadro será definido.

“Portanto, eu ainda não tenho como adiantar se vou apoiar algum candidato ou se teremos mais de um candidato ou candidatos e candidatas, realmente o cenário ainda não tem uma definição. Não, oficialmente nós não temos nenhuma candidatura lançada para este biênio próximo que vem aí. Mas acredito que nos próximos meses o cenário deve se definir. Por enquanto ele ainda não tem essa definição”, disse.

Nos bastidores já se confirmam o interesse de Giraldelli em disputar o posto. Ele foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral entre 2019 e 2021, e conta com o apoio do decano Orlando Perri, que além de ser o mais antigo da corte, já a presidiu.

Além disso, José Zuquim Nogueira, também apontou interesse. Hoje com 71 anos, o desembargador soma 40 de magistratura e já foi o corregedor-geral da Corte.

João Ferreira Filho iniciou a carreira em setembro de 1989, ao ser nomeado para o cargo de juiz substituto após aprovação em primeiro lugar no concurso. Nesse período, já jurisdicionou em diversas comarcas de MT e terminou em Cuiabá, onde assumiu a titularidade da 20ª Vara Cível e permaneceu até ser promovido a desembargador em 2011.

A eleição para os desembargadores que se empossaram nos cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral da Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso no biênio 2023/2024 foi realizada no dia 13 de outubro de 2022. Em 19 de dezembro daquele ano, tomaram posse a presidente Clarice Claudino, a vice Maria Erotides Kneip e Juvenal Pereira da Silva, como corregedor-geral da Justiça. Eles começaram a exercer as funções em 1º de janeiro de 2023. 

Para postular à diretoria, podem concorrer todas as desembargadoras e desembargadores em atividade, conforme regimento interno do TJ, exceto em casos de reeleição ou recondução.
  
Os magistrados e magistradas que já tiverem exercido qualquer cargo de direção por quatro anos, ou de presidente, não mais figurarão entre os elegíveis até que se esgotem todos os nomes na ordem de antiguidade.
 
O registro da candidatura dos interessados em concorrer aos cargos deverá ser realizado no prazo de cinco dias, a contar da publicação do Edital no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), que deverá ocorrer em setembro.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet