Olhar Jurídico

Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Notícias | Criminal

Corrupção em MT

“A situação que a gente vive hoje de corrupção não pode se sustentar”, afirma delegada da Defaz

05 Nov 2015 - 10:15

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

Foto: Assessoria de Comunicação CGJ-MT

Delegacia da Defaz, Cleibe Aparecida de Paula em discurso

Delegacia da Defaz, Cleibe Aparecida de Paula em discurso

“A situação que a gente vive hoje de corrupção não pode se sustentar”. A afirmação foi feita pela titular da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), Cleibe Aparecida de Paula, em seu discurso no II Encontro entre a Polícia Judiciária Civil e o Poder Judiciário de Mato Grosso, na Diretoria Geral da PJC, da manhã da última quarta-feira (04/11). A delegada conclui sua fala afirmando. “Nós todos estamos indignados. É necessário acreditar para que prossigamos nessas ações. A minha esperança é de que num futuro próximo tenhamos outra realidade e isso depende de nós”.


Leia mais:
Pedidos de vistas mantêm Silval, Marcel e Nadaf na cadeia

A delegada faz referência às operações policiais deste ano, entre elas a Sodoma. Operação deflagrada pela Polícia Civil em 15 de setembro, que investiga a concessão irregular de benefícios fiscais via pagamento de propina. Durante a Operação, foram presos o ex-governador Silval Barbosa e seus ex-secretários Pedro Nadaf e Marcel de Cursi cujos processos, em andamento, estão em destaque nos últimos dias. A Operação é fundamentada pela delação premiada do empresário João Batista, dono da Tractor Parts, CDP Máquinas e Casa de Engrenagem, que teria sido extorquido em cerca de R$ 2 milhões para manter os tais benefícios fiscais de seu grupo empresarial.

Sua fala também está relacionada à Operação BB Pag, cuja segunda fase da investigação, que está em andamento, apura o desvio de R$ 87 milhões da conta única da Secretaria de Fazenda para pessoas jurídicas. Estima-se que o montante total do esquema, considerando os números levantados nas duas fases da operação chegue a R$ 185 milhões.

O II Encontro entre a Polícia Judiciária Civil e o Poder Judiciário de Mato Grosso reuniu juízes, delegados e investigadores com objetivo de estreitar as relações e aprofundar o conhecimento a respeito do trabalho desenvolvido atualmente pela polícia.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet