Olhar Direto

Domingo, 29 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

Gilmar Fabris está a caminho da PF para se entregar; autoridades apontam obstrução de Justiça

Da Redação - Lucas Bólico

15 Set 2017 - 10:29

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Gilmar Fabris está a caminho da PF para se entregar; autoridades apontam obstrução de Justiça
O deputado estadual Gilmar Fabris (PSD) está nesse momento retornando de uma fazenda, em Rondonópolis, a caminho da sede da Polícia Federal, em Cuiabá, onde irá se entregar. A PF cumpriu na manhã desta sexta-feira (15) mandado na casa do parlamentar e não o encontrou. Ele informou em entrevista ao Olhar Direto que foi comunicado da ação da PF de hoje por um cunhado e está nesse momento retornando para se apresentar às autoridades.
 
Leia também:
Polícia Federal cumpre mandados contra deputado Gilmar Fabris

O novo mandado contra o parlamentar teria sido expedido com base em imagens que o mostram saindo de casa, na manhã de ontem, antes da busca e apreensão da PF, com uma pasta. Para as autoridades, Fabris pode ter tentado obstruir a Justiça, ocultado informações e levando documentos antes que a Polícia Federal fizesse a procura.
 
Fabris afirmou em entrevista ao Olhar Direto que saiu de fato com uma pasta, mas alega que ela é usada diariamente,  na qual guarda documentos como, por exemplo, seus projetos como deputado e que em momento nenhum tentou atrapalhar as investigações. O parlamentar sustenta que tem o hábito de sair de casa nesse horário.
 
Sigilo dos mandados
 
A assessoria de imprensa da Polícia Federal confirmou na manhã desta sexta-feira, às 9h45, a prisão do deputado Gilmar Fábris, bem como seu afastamento do cargo e novas buscas e apreensões em seu apartamento.  Às 10h21, em nota oficial, a PF admitiu equívoco no tratamento das informações, confirmando apenas o cumprimento do mandado de busca e apreensão na residência do parlamentar, em Cuiabá.
 
“Ele não foi encontrado. Quanto ao fato de existir ou não mandado de prisão pra ele a PF não pode confirmar ou não que exista. Pois o processo corre em segredo de Justiça e não contamos a respeito de mandados de prisão em aberto”, informou a PF.

Gilmar contesta prisão
 
O deputado estadual Gilmar Fabris se manifestou oficialmente sobra a prisão por meio de nota oficial enviada pela assessoria de imprensa, na qual afirma que sua assessoria jurídica coloca em xeque a legalidade da prisão.
 
“A legislação autoriza a prisão de parlamentares somente em caso de flagrante ou crime inafiançável, o que não se enquadra ao caso e será questionado pela defesa”, afirma a defesa de Fabris.
 
A assessoria sustenta que o parlamentar estava desde ontem em Rondonópolis. “Ao tomar conhecimento da ordem de prisão pegou a estrada em direção a sede da Polícia Federal em Cuiabá para se apresentar acompanhado dos seus advogados de defesa”. 

Atualizada às 10h50. Última atualização às 11h19.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet