Olhar Direto

Sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Taques diz que aguarda partido de Fávaro tomar posição sobre saída do governo

Da Reportagem Local - Erika Oliveira/ Da Redação - Lucas Bólico

21 Mar 2018 - 15:33

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Taques diz que aguarda partido de Fávaro tomar posição sobre saída do governo
Sob o risco de perder o apoio do partido de seu próprio vice, o governador Pedro Taques (PSDB) espera uma posição oficial da legenda e enquanto isso opta pelo silêncio total. Dentro de algumas horaso PSD vai se reunir em Cuiabá para definir o futuro político. Taques cumpriu agenda pública na tarde desta quarta-feira (21) na Capital e se recusou a falar sobre o racha no partido de Carlos Fávaro, que pode culminar na redução da base de sustentação ao governo.

Leia também:
Fávaro diz que falta de eficiência é principal crítica ao governo e “adia” decisão sobre rompimento
 
“Eu vou esperar”, respondeu ao ser questionado sobre a possível perda do PSD e a respeito reunião de logo mais à noite. “Eu não tenho falado de política”, limitou-se a dizer, após complemento da pergunta, ao mesmo tempo em que sua assessoria afastou a reportagem do Olhar Direto com puxões pelo braço.
 
Segundos antes, Taques dedicou-se a exaltar a entrega de uniforme a preços populares para estudantes da rede estadual de ensino. Nesta tarde, foram entregues kits escolares por Taques e pelo o secretário de Educação Marco Marrafon (PPS), pré-candidato a deputado federal.   
 
“Quero parabenizar o secretário Marrafon e toda a equipe, agradecer o apoio da Ampa [Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão] que em 2016 [entregaram] 800 mil camisetas; em 2017, mais 800 mil camisetas e neste ano 800 mil camisetas. No total 2,4 milhões de camisetas. Antigamente a camiseta era comprada por R$ 17 a R$ 23. Hoje a criança troca a camiseta por R$ 3 e o dinheiro fica dentro da escola para reformar cantina, para comprar instrumento para a fanfarra... é um projeto diferenciado que nós temos muita alegria desse projeto”.
 
O racha no PSD
 
Na noite desta quarta-feira, as principais lideranças estaduais do PSD se reúnem em Cuiabá para debater a possível saída da base do governo e um encaminhamento para a oposição. O deputado estadual Gilmar Fabris tem encabeçado o bloco governista. Já o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, não esconde sua predileção por uma mudança de rumo da legenda.
 
O vice-governador Carlos Fávaro tem defendido amplo diálogo interno para que a decisão não saia no afogadilho e nem cause conflitos internos com a corrente que venha a ser derrotada.
 
“Os insatisfeitos podem achar que o partido não foi leal com eles. Então, é importante discutir antes, não precisar sair uma definição imediatamente, acho que ainda tem tempo, até as convenções, mas vai ser claro. Nós vamos saber a quantidade de membros no partido que estão com um posicionamento ou com outro. Para que ninguém deixe de seguir seu projeto pessoal, dizendo que o partido atrapalhou sua posição. Hoje vamos fazer este bate-papo e certamente vamos dar encaminhamentos”, avaliou o vice-governador na manhã desta quarta. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet