Olhar Direto

Domingo, 26 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

VELHOS AMIGOS

“Jayme me chamou para comer uma canjica”, diz Taques sobre retomada de diálogo com DEM

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

“Jayme me chamou para comer uma canjica”, diz Taques sobre retomada de diálogo com DEM
Partindo da premissa de que a esperança é a última que morre, o governador José Pedro Taques (PSDB) retomou diálogo com o Democratas, na tentativa de manter a aliança iniciada em 2014. Mesmo após as críticas do ex-governador Júlio Campos e da filiação do ex-prefeito Mauro Mendes, de Cuiabá, provável candidato ao governo de Mato Grosso, Taques ainda trabalha com a perspectiva de montar um palanque com o DEM.
 
O governador disse que só vai falar sobre a possibilidade de disputar a reeleição após a Semana Santa, mas antecipou que o diálogo com Jayme continua no Sábado de Aleluia, dia da tradicional malhação do Judas. “Eu converso todos os dias com o pessoal do DEM. Ontem conversei três vezes com o [ex] senador Jayme Campos. Aliás, Jayme me chamou para comer uma canjica”, revelou ele, ao lado do deputado federal Fábio Garcia, novo presidente regional do Democratas.
 
Leia mais:
- Júlio Campos culpa Marrafon por ‘desastre econômico’ e diz que ele não merece ser deputado federal

- Secretário de Fazenda MT descarta pagar salário de março antes do dia 10

Taques considerou naturais as críticas de Júlio Campos e do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), ex-líder do governo na Assembleia Legislativa. “Eu entendo as análises deles. Vejo com respeito. Eu disse e reafirmo: só vou falar depois da canjica”, endossou ele, após entregar 740 equipamentos para agricultura familiar, em cerimônia na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Ceasa), em Várzea Grande.
 
Ao receber queijo de pequenos produtores rurais de Aripuanã (Nortão), Pedro Taques destacou que Jayme Veríssimo e Júlio José de Campos têm facilidade para permanecer do mesmo lado. “Somos amigos e muito bem afinados”, ponderou.
 
Jayme Campos estava presente ao evento, com o vice-prefeito José Aderson Hazama (PRTB) e o secretário Kalil Barcat, de Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Várzea Grande, mas deixou a Ceasa antes do término do discurso do secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelmen Evangelista Fernandes, o primeiro  falar no evento.
 
Em tom de despedida da Seaf, para se candidatar a deputado estadual, Suelme Fernandes falou por 27 minutos desde quando tinha  10 anos de idade e sua mãe, uma costureira, se sacrificou para que pudesse estudar. A prefeita Lucimar Campos alegou motivo de força maior e não compareceu ao evento.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet