Olhar Direto

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Nilson Leitão diz que Taques deve “entender” críticas de Jayme e “tentar corrigir” erros da gestão

Da Redação - Érika Oliveira

01 Jun 2018 - 17:05

Foto: Rogerio Florentino/Olhar Direto

Nilson Leitão diz que Taques deve “entender” críticas de Jayme e “tentar corrigir” erros da gestão
Tentando manter a aliança política que possui com o Democratas, um dos principais líderes tucanos em Mato Grosso, deputado federal Nilson Leitão (PSDB), tentou apaziguar o desconforto gerado pelas críticas do ex-senador Jayme Campos (DEM) à administração do governador Pedro Taques (PSDB). Para o deputado, que é pré-candidato ao Senado pelo grupo de Taques, o governador deve absorver as críticas e “corrigir”, em suas palavras, o que estiver de fato errado na gestão.

Leia mais:
- “Não foi rompimento, mas interpretem como quiser”, diz Jayme sobre críticas a Taques
- Mauro Mendes e Jayme Campos intensificam agenda de viagens pelo interior do Estado

“Quem é Governo tem que estar preparado para isso, porque o descontentamento com a classe política é grande e com os Governos é grande também. Isso é generalizado. O que precisa é compreender a crítica, não enxergá-la como uma afronta. E quem precisa conquistar o DEM e os outros partidos somos nós. Então, o governador tem que ouvir a crítica, entender o que tem de errado e tentar corrigir e, de fato, entender que o DEM tem sido um parceiro histórico nosso. É preciso respeitar a critica do Jayme, que é experiente, tem uma história e foi muito leal com o partido até agora”, declarou Nilson Leitão, em entrevista ao Olhar Direto.

O DEM, que ainda não definiu apoio a um eventual projeto de reeleição de Pedro Taques, tem realizado encontros regionais para medir sua força no Estado e, possivelmente, lançar candidato próprio ao Governo, em oposição ao atual governador.

O principal nome para o pleito é do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, que tem acompanhando a comitiva dos Democratas pelo interior de Mato Grosso. Mas, no caso de desistência de Mauro, o próprio Jayme Campos é cotado para encabeçar uma chapa ao Governo, tendo em vista o bom desempenho do ex-senador em pesquisas de intenção de votos.

Jayme, que tem evitado o confronto direto com Pedro Taques, adotou um tom inédito com relação ao governador no primeiro destes encontros regionais, realizado há duas semanas na região Oeste do Estado. Em São José dos Quatro Marcos, o ex-senador, a exemplo de ex-aliados – incluindo nomes importantes do DEM - que já se declararam oposição a Taques, se disse decepcionado com a atual gestão.

"Essa transformação que a gente ouve, para mim não colou. Essa transformação foi o maior estelionato, fraude, que nós tivemos nestes últimos anos aqui em Mato Grosso", declarou Jayme Campos na ocasião.

Taques, até o momento, não comentou as declarações. Dias depois, em entrevista ao Olhar Direto, Jayme reiterou as críticas, mas ponderou que sua fala não significava um rompimento. “Não é uma crítica pessoal, é uma situação que está acontecendo, que pode ser dita, desde que seja verdade. Eu tenho direito de pontuar. O que eu disse foi o que é o sentimento da população”, sustentou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet