Olhar Direto

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Política MT

Articulações

Emanuel Pinheiro defende Jayme Campos ao Senado em aliança de Wellington Fagundes

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Emanuel Pinheiro defende Jayme Campos ao Senado em aliança de Wellington Fagundes
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) revelou que irá defender o apoio ao nome de Jayme Campos (DEM) para a disputa de Senado, no projeto de coligação de seu partido com o grupo liderado pelo senador e pré-candidato ao Governo do Estado Wellington Fagundes (PR), nas eleições de outubro.  

Leia também 
Mendes cobra de Taques recurso da bancada federal para equipar novo pronto-socorro


A declaração do prefeito foi feita na tarde desta quarta-feira (13), durante evento de apresentação dos novos e modernos pontos de ônibus que serão implantados em Cuiabá. Conforme Pinheiro, o ex-senador Jayme Campos é um nome que representaria a baixada cuiabana.

“Caso o Jayme Campos seja candidato ao Senado, independente da coligação, falando por mim, Emanuel Pinheiro, vou discutir com a coligação a possibilidade de apoiá-lo por que eu me dou contemplado na baixada cuiabana com o ex-governador e ex-senador Jayme Campos fazendo parte do processo com a candidatura ao Senado”, disse o chefe do executivo.

Apesar da manifestação de apoio à Campos, o prefeito deixou claro que para a disputa ao Governo segue trabalhando pelo nome de Wellington Fagundes. "
Meu apoio é ao senador Wellington Fagundes e acredito que ele estará no segundo turno".

O emedebista também voltou a manifestar o desejo de que o vice de Wellington Fagundes seja da baixada cuiabana, porém não citou nomes e esclareceu que não há uma garantia de que será alguém do MDB.

“Para vice ainda vamos ver. Falar de nome agora é complicado. A coligação tem vários nomes, inclusive existem nomes que podem surgir. Não teve garantia nenhuma, estamos conversando e por enquanto são só posicionamentos dos aliados, das lideranças. Vamos sentar na mesa e discutir o melhor para o estado”, afirmou.

Atualmente o projeto de coligação que lançou a pré-candidatura de Fagundes ao governo conta com o apoio de seis partidos. São eles: o MDB, PTB, PR, PSD, PP e PCdoB, que já indicaram três vagas para o Senado Federal.

Na composição, os indicados são o ex-vice-governador Carlos Fávaro pelo PSD, a ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli Neder, pelo PCdoB e a empresária Margareth Buzetti pelo PP.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x