Olhar Direto

Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

PSD dividido

Nininho confirma aproximação de Dorner com Taques e diz que aliança não está descartada

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Nininho confirma aproximação de Dorner com Taques e diz que aliança não está descartada
O deputado estadual Ondanir Bortoloni, o Nininho (PSD), confirmou que houve uma conversa do governador Pedro Taques (PSDB) com o empresário Roberto Doner, também do PSD, e que um plano de coligação com o tucano para uma possível indicação de vice na reeleição até o momento não foi descartado.

Leia também
Taques anuncia que Estado gastará mais R$ 82 milhões em equipamentos do novo PS


Segundo Nininho, ainda é muito precoce para os partidos baterem o martelo, mas destacou que o PSD, liderado pelo ex-governador Carlos Fávaro, irá ouvir até as convenções todos os partidos, incluindo o PSDB.

“Não temos nada definido. Fala-se de uma candidatura do Mauro Mendes, mas não se oficializou nada e o partido está conversando. Foi dado, no entendimento, liberdade ao Carlos Fávaro que conversasse com todos os partidos até o momento das convenções para se definir qual o caminho que o PSD vai tomar”, explicou o parlamentar após encontro com o governador na manhã desta terça-feira (16).

“Ele [Taques] está dentro do cenário. Como já disse, inclusive esta semana, ele conversou com Roberto Doner também a possibilidade de disputar como vice na chapa do Pedro Taques. Então tudo é possível”, avaliou.

O PSD saiu do governo no mês de maio com a renúncia do vice-governador Carlos Fávaro, que pretende disputar o Senado pelo grupo de oposição. No entanto, os deputados estaduais Gilmar Fabris, Ondanir Bortolini, o Nininho, Pedro Satélite e Wagner Ramos permaneceram apoiando publicamente o governador.

O presidente do Conselho de Ética do partido, Neurilan Fraga, afirmou que vai editar uma resolução prevendo sanções aos filiados que não seguirem a orientação determinada pela sigla após as convenções.

Para Nininho, tudo será acertado com muita conversa até as convenções e os partido vão acabar se alinhando. “Não vou antecipar nada até ver o rumo que o partido vai tomar. Isso é normal, o partido tem o direito de cobrar, mas quero crer que vai acabar alinhando e vamos caminhar todo mundo unido em um objetivo só”, finalizou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet