Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

o grosso do pib

Em uma só tacada, PSDB tenta aproximar Alckmin do agronegócio e ajudar Pedro Taques

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Em uma só tacada, PSDB tenta aproximar Alckmin do agronegócio e ajudar Pedro Taques
O ex-governador paulista Geraldo Alckmin, pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, participa de café da manhã, no próximo dia 6 de julho, na sede da Federação da Agricultura de Mato Grosso (Famato), em Cuiabá. Ele terá a companhia do governador José Pedro Taques (PSDB); do deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e provavelmente de detentores de mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio do Estado.
 
O presidente regional do PSDB, ex-vereador Paulo Borges Júnior, anfitrião do evento, explicou que esses são os primeiros passos da construção de um amplo palanque para trabalhar pelo presidenciável tucano, em Mato Grosso, no pleito de 2018. “É evidente que, após se iniciarem os trabalhos, a aceitação do nosso candidato a presidente vai melhorar muito, no Estado”, projetou ele, para a reportagem do Olhar Direto.  
 
Leia mais:
– Pesos pesados do MDB exortam candidatura de Wellington  Fagundes ao governo e citam rejeição de Taques

– Fábio Garcia aposta em "maturidade" para definir 2ª vaga de Senado entre Sachetti e Fávaro
 
A vinda de Geraldo Alckmin servirá também para reforçar a pré-candidatura à reeleição de Pedro Taques e do deputado federal Nilson Leitão para o Senado. Ele deve passar o dia todo no Estado, mas não somente em Cuiabá.
 
Pela manhã, está confirmado o café com representantes Famato, e líderes do agronegócio mato-grossense. “Ninguém vai fazer campanha nem pedir voto, até porque não é permitido. É um momento de aproximação, de conhecimento mútuo e de diálogo”, argumentou Borges Júnior, para a reportagem do Olhar Direto.
 
Ainda dependendo de confirmação, por conta da agenda de Taques, o PSDB deve promover um grande encontro para envolver a militância,  deputados estaduais, prefeitos, vereadores e outros líderes.
  
Além de reforçar a pré-campanha à reeleição de Taques, a presença  Alckmin em Cuiabá  é para melhorar o seu próprio desempenho nas pesquisas, em Mato Grosso. Em 2006, quando disputou o Palácio do Planalto contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ele obteve 55% dos votos válidos, no Estado, enquanto atualmente sua preferência não chega a dois dígitos.
 
Paulo Borges assegura que o PSDB conta com Taques, mas o próprio insiste em assegura que ainda não definiu se irá disputar a reeleição, em outubro deste ano. Taques tem afirmado que anuncia o seu posicionamento antes das convenções partidárias, que ocorre entre fins de julho e 5 de agosto. 
 
A visita de Alckmin coincide com o jogo da seleção brasileira, em caso de vitória contra o Méxito, para enfrentar o vencedor de Bélgica e Japão, na próxima sexta-feira (6). (Colaborou Patrícia Neves).
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet