Olhar Direto

Sábado, 23 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

Improbidade

Mendes diz que ação movida pelo MPF não atrapalha em nada projeto político

Foto: Olhar Direto

Mendes diz que ação movida pelo MPF não atrapalha em nada projeto político
O ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), mesmo de muletas, esteve na sede da Justiça Federal na tarde desta quarta-feira (11) para prestar esclarecimentos em ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal (MPF), que apura irregularidades no leilão judicial da empresa Mineração Salomão, atualmente Maney Mineração, de sua propriedade.

Leia também
Justiça Federal interroga hoje Mauro Mendes por improbidade em leilão de mineradora


À imprensa, Mendes, que é virtual pré-candidato ao Governo do Estado, disse que a ação não atrapalha em nada no possível projeto político e destacou que como não há nenhuma irregularidade neste processo, ele será arquivado, assim como aconteceu com a acusação na operação Ararath, em 2014.

“Eu fui acusado pela Ararath lá em 2014, passaram três anos e foi arquivado, com parecer da Polícia Federal, do Ministério Público e do juiz ao meu favor. Não tenho dúvida nenhuma que este processo também será arquivado porque a verdade está ao nosso lado e sempre esteve”, disse o ex-prefeito.

O democrata também afirmou que a sua defesa será dizer a verdade e que não existe nada de errado em seu sócio ter arrematado o leilão na época.

“A linha nossa de defesa é absolutamente a verdade. Tinha três sócios, nós compramos dos três sócios todas as cotas e pagamos. O leilão foi um empecilho que surgiu naquele momento e que o meu sócio na época foi lá e arrematou, não tem nada de errado nisso, será provado aqui nos autos na Justiça Federal. Existe farta documentação sobre isso, e isto será demonstrado e eu confio plenamente que isto vai ficar ao final, consignado nos autos”, explicou.

Mendes vem sendo cotado em pesquisas de intenção de votos como o primeiro colocado na preferência dos eleitores para assumir a cadeira do Palácio Paiaguas a partir de janeiro de 2019.

Sem oficializar a sua pré-candidatura até o momento, o ex-prefeito deve anunciar ainda nesta semana se irá ou não disputar a eleição.  Questionado pela imprensa, o empresário disse estar construindo o projeto de forma tranqüila e sem apressar. “Estamos construindo isso com tranqüilidade. Não temos pressa não”, finalizou.

Entenda o caso

Segundo investigação do MPF, as primeiras irregularidades aconteceram em agosto de 2011, quando o juiz Luiz Aparecido Ferreira Torres determinou a penhora de bens e, posteriormente, o leilão da Mineradora Salomão para levantar dinheiro para o pagamento de débitos trabalhistas no valor de R$ 550 mil a uma ex-funcionária.

O edital de leilão da Mineradora Salomão previa que a empresa não seria vendida por menos de 70% do valor total, estimado arbitrariamente e intencionalmente pelo juiz no valor de R$ 4 milhões, sendo que as certidões emitidas pela Junta Comercial (Jucemat) tinha um capital avaliado em R$ 25 milhões.

De acordo com informações do Ministério Público, as empresas Bimetal Participações Ltda e a IDEEP Desenvolvimento de Projetos Ltda deram lance, mas a mineradora foi vencida por R$ 2,8 milhões a Jéssica Cristina de Souza, que, por ser filha e herdeira de um dos sócios da Mineradora Salomão, Valdinei Mauro de Souza, tinha preferência na compra, conforme prevê o Código de Processo Civil, em seu artigo 658-A.

A venda da mineradora foi adjudicada (última etapa de um leilão, em que se declara o vencedor) para Jéssica, mediante a apresentação de documentos sem autenticação, sem assinatura dos demais sócios da Mineradora Salomão, que comprovariam que o pai dela havia comprador cotas da mineradora, fazendo dela a compradora preferencial.

Os R$ 2,8 milhões recebidos com o leilão da Mineradora Salomão foram usados para quitar débitos trabalhistas da empresa e para o pagamento de R$ 185 mil ao corretor de imóveis chamado pelo juiz para intermediar a venda. Depois de ter o controle total da Minérios Salomão, Jéssica alterou o nome da empresa para Maney Mineração Casa de Pedra. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet