Olhar Direto

Sábado, 23 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

Sem apoio

Mendes minimiza preferência de Pinheiro por Wellington Fagundes diz que não precisa ter 100% dos votos

Foto: Rogério Florentino Pereira

Mendes minimiza preferência de Pinheiro por Wellington Fagundes diz que não precisa ter 100% dos votos
O empresário Mauro Mendes, virtual pré-candidato ao Governo do Estado pelo DEM, declarou que para ser eleito não precisa ter 100% dos votos. A fala foi uma resposta ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que nesta semana declarou apoio à pré-candidatura de Welligton Fagundes (PR) e defendeu que o MDB não parta para uma aliança que sustente o projeto de Mendes. 

Leia também
Mendes diz que ação movida pelo MPF não atrapalha em nada projeto político

Prefeito defende MDB com Fagundes e aproveita agenda em Brasília para discutir política

A resposta de Mauro foi dada a jornalistas na sede da Justiça Federal, minutos antes de o ex-prefeito de Cuiabá prestar depoimento em uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF).

Ao ser questionado por jornalista sobre a aversão de Pinheiro em apoiá-lo, Mendes rebateu dizendo que não precisa ter todos os votos do estado para ser eleito, caso seja o candidato ao governo do estado.

“Isso é opção dele. Para ganhar eleição precisa de 50% e mais um dos votos. Não precisa de 100% dos votos. Existem ai quase 2 milhões de votos a serem conquistados em Mato Grosso. Tem que ver com Emanuel Pinheiro. Se ele diz que não me apóia, cabe a ele responder”, disse o ex-prefeito.

Na última semana, o presidente regional do Democratas, deputado federal Fábio Garcia, se reuniu com o presidente do MDB no estado, Carlos Bezerra, para conversar sobre política e uma possível aliança.

O prefeito Emanuel Pinheiro, apesar de já ter manifestado publicamente o desejo de apoiar o democrata Jayme Campos para o Senado, garantiu que não irá apoiar Mauro Mendes e que o seu grupo político está fechado com o senador Wellington Fagundes (PR).

O MDB de Pinheiro hoje está no projeto de coligação que apóia a candidatura de Wellington Fagundes para o governo. A composição conta até o momento com PTB, PR, PSD, PP e PCdoB.

Pinheiro deixou claro que não há um "veto" a uma possível aliança com o DEM. Ele entende que os partidos até podem andar juntos, desde que o candidato a governador seja Wellington Fagundes. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet