Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

PARTIDOS CONVERSAM

Mauro sinaliza possível chapa com Fávaro ao Senado; Pivetta e Sachetti resistem

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Mauro sinaliza possível chapa com Fávaro ao Senado; Pivetta e Sachetti resistem
Dois fatores impediam Mauro Mendes (DEM) de anunciar sua pré-candidatura ao Governo de Mato Grosso: disponibilidade financeira e política. Agora, sacramentado no pleito, o ex-prefeito de Cuiabá esbarra nos mesmos problemas para decidir quem irá ocupar a segunda vaga ao Senado na chapa. A disputa está entre Carlos Fávaro (PSD), que lhe traria apoio de prefeitos e tempo de TV, e Adilton Sachetti (PRB) que tem garantida a guarida de políticos importantes como Blairo Maggi (PP), além do cabedal do agronegócio.

Na última terça-feira (10), Mauro sinalizou que o DEM estaria muito próximo de fechar com o PSD. No entanto, conforme apurou a reportagem do Olhar Direto, além da resistência de Sachetti o pré-candidato terá de enfrentar o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT), seu possível vice, com quem Fávaro mantém uma antiga desavença.

Leia mais:
Sachetti elogia Fávaro, mas crê que experiência política o credencia para segunda vaga de Senado

“Nós temos hoje duas vagas apenas para fazer essa coligação partidária, uma delas está definida que é do nosso ex-governador, senador Jayme Campos, que tem se mostrado muito bem nas pesquisas. E na sequência nós temos duas vagas que estão sendo disputadas pelo Adilton Sachetti e pelo Carlos Fávaro. Mas o PSD tem demonstrado nessa reta final algumas condições que podem levar essa definição”, declarou Mauro Mendes, em entrevista ao programa Resumo do Dia.

Em recente entrevista Sachetti chegou a elogiar Fávaro, mas disse que sua experiência política o credenciaria para a vaga no grupo de Mendes. O deputado federal avaliou, ainda, que há espaço para todos na chapa, desde que o ex-vice-governador recuasse da candidatura ou aceitasse uma das suplências.

Em março, logo após Carlos Fávaro romper com Pedro Taques e anunciar candidatura ao Senado, Pivetta afirmou publicamente que não participaria de um grupo em que o ex-vice-governador estivesse. “No nosso time não tem lugar para o Carlos Fávaro, nós nem consideramos essa hipótese”, afirmou Pivetta, na época.

A tendência é de que Pivetta seja candidato a vice-governador, repetindo a chapa de 2010, quando Mauro disputou o Governo de Mato Grosso. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as convenções partidárias vão ocorrer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. É neste período que os partidos políticos vão poder escolher oficialmente candidatos a governador e vice-governador, senador e suplentes, deputados federais e deputados estaduais.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet