Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Mendes confirma Malouf como gerente de pagamentos em campanha de Taques e pede explicações ao governador

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

22 Ago 2018 - 15:01

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mendes confirma Malouf como gerente de pagamentos em campanha de Taques e pede explicações ao governador
O ex-prefeito de Cuiabá e candidato ao governo Mauro Mendes (DEM) confirmou que o empresário Alan Malouf era o responsável por gerenciar pagamentos na campanha de Pedro Taques (PSDB) em 2014 e afirmou que o atual governador tem o dever de dar uma explicação à população de Mato Grosso sobre a acusação de ter recebido dinheiro de caixa dois.

Leia também
Pivetta cita grampos, secretários presos e afirma que Taques não tem moral para falar sobre corrupção


Nesta segunda-feira (21), o jornal Folha de São Pulo publicou que o Supremo Tribunal Federal (STF) homologou o acordo de delação premiada do empresário, que foi condenado à onze anos de prisão pela justiça de Mato Grosso, por envolvimento em desvios na secretaria de Educação do Estado (Seduc).

De acordo com o jornal paulista, o empresário, que trabalhou na campanha do governador, declarou na delação ter viabilizado aproximadamente R$ 10 milhões de caixa dois para a campanha de Taques e que os valores recolhidos em propina de empresários que ganharam licitação na Seduc, seriam para pagar as dívidas de campanha.

Para Mauro Mendes, o STF não aceitaria o acordo com Malouf, se não houvesse uma prova concreta de que o que ele vem afirmando desde 2016 a Justiça de Mato Grosso tem fundamento.

“Quem tem que falar sobre esse assunto é o governador. Uma pena que coisas assim aconteçam. Eu só entendo que se o Supremo, uma instituição de alta credibilidade no país, homologou uma delação é por que algo de concreto, com provas robustas deve ter sido apresentado das pessoas envolvidas”, analisou o ex-prefeito.

Ainda conforme o Democrata, a acusação é muito grave e Taques deve uma explicação aos cidadãos mato-grossenses.  “Ele tem que se explicar para população. Eu sou adversário dele e meu grande objetivo é debater Mato Grosso. Ele tem sim como homem público, o dever de se explicar”.

Por fim, o candidato ao governo declarou que assim como seu companheiro de chapa Otaviano Pivetta (PDT) apoiou Pedro Taques na sua campanha em 2014 e que ambos recordam da presença de Alan Malouf como gerenciador de pagamentos.

“Olha, eu, participei da campanha e, ele era sim a pessoal responsável. Estou aqui com o coordenador geral da campanha. Ele (Malouf) era a pessoa responsável por gerenciar pagamentos na campanha”, finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet