Olhar Direto

Terça-feira, 20 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Deputada eleita em MT desafia Bolsonaro a mostrar ‘kit gay’ e o acusa de desrespeitar professores; vídeo

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

15 Out 2018 - 17:12

Foto: Assessoria

Deputada eleita em MT desafia Bolsonaro a mostrar ‘kit gay’ e o acusa de desrespeitar professores;  vídeo
Com trabalho prestado à educação em Mato Grosso por quase 38 anos, a professora e ex-secretária da Seduc, Rosa Neide (PT), eleita deputada federal por Mato Grosso no último dia 7 de outubro, criticou a postura do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e afirmou que ele desrespeita os profissionais da educação de todo o país ao mentir sobre a existência de um ‘kit gay’ sendo usado em escolas.

Leia também
Pequeno produtor, médico, universitário e ex-ministro; conheça os novos deputados federais de MT


De acordo com a professora, as acusações do presidenciável são um atentado contra a cultura da população brasileira. Ela sustenta que Bolsonaro é irresponsável por usar um livro do Ministério da Saúde sobre prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), como se fosse aplicado nas escolas do país.

“Em um livro qualquer dos milhares publicados no Brasil pode ter alguma coisa que alguém condene. Isso é normal, mas dizer que o Ministério da Educação tem uma política de ensinar crianças a ser gays, isso é atentar contra a vida humana. É atentar contra a cultura da população brasileira e contra nossa capacidade de analisar... Cadê a prova? Agora ficar o candidato com um livreto na mão que foi publicado pelo Ministério da Saúde para orientar as pessoas a não contrair AIDS, como usar preservativo, usar isso e ficar mentindo para população. Isso para nós da educação é muito lamentável”, disse a petista em um vídeo publicado em suas redes sociais.

A parlamentar eleita ainda afirmou que o candidato do PSL deveria se preparar para enfrentar Fernando Haddad (PT) em debates ao invés de degradar a educação do país, que tem profissionais que trabalham em condições precárias.

“Eu lamento muito. O candidato deveria estar se preparando para participar de debate das idéias que vai melhorar a vida das pessoas brasileiras. Não é ficar inventando histórias, inventando mentiras e degradando a educação no Brasil que trabalha muito. São professores que ganham pouco, estão em escolas com condições difíceis, mas fazendo tudo para educar os nossos filhos”, afirmou.

“Vamos respeitar os educadores do Brasil. Vamos respeitar as nossas escolas. Os livros que lá chegaram quando o Haddad era ministro, e eu estava na Seduc, são livros compatíveis com a idade das crianças. Foi para as crianças serem mais felizes e viajarem na literatura. Foi para isso que enchemos as escolas de livros, para agora, um cabra qualquer que tem sete mandatos, com dois filhos deputados, com a família toda dependurada nos cargos vir tecer comentários para agredir a educação do Brasil. A educação no Brasil não vai passar por isso, não vamos aceitar. Se existe kit gay, então mostre”, finalizou.

Rosa Neide foi a oitava candidata ao cargo de deputado federal mais votada e eleita com 51.015 votos.

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet