Olhar Direto

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

Deputada eleita em MT desafia Bolsonaro a mostrar ‘kit gay’ e o acusa de desrespeitar professores; vídeo

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

15 Out 2018 - 17:12

Foto: Assessoria

Deputada eleita em MT desafia Bolsonaro a mostrar ‘kit gay’ e o acusa de desrespeitar professores;  vídeo
Com trabalho prestado à educação em Mato Grosso por quase 38 anos, a professora e ex-secretária da Seduc, Rosa Neide (PT), eleita deputada federal por Mato Grosso no último dia 7 de outubro, criticou a postura do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e afirmou que ele desrespeita os profissionais da educação de todo o país ao mentir sobre a existência de um ‘kit gay’ sendo usado em escolas.

Leia também
Pequeno produtor, médico, universitário e ex-ministro; conheça os novos deputados federais de MT


De acordo com a professora, as acusações do presidenciável são um atentado contra a cultura da população brasileira. Ela sustenta que Bolsonaro é irresponsável por usar um livro do Ministério da Saúde sobre prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), como se fosse aplicado nas escolas do país.

“Em um livro qualquer dos milhares publicados no Brasil pode ter alguma coisa que alguém condene. Isso é normal, mas dizer que o Ministério da Educação tem uma política de ensinar crianças a ser gays, isso é atentar contra a vida humana. É atentar contra a cultura da população brasileira e contra nossa capacidade de analisar... Cadê a prova? Agora ficar o candidato com um livreto na mão que foi publicado pelo Ministério da Saúde para orientar as pessoas a não contrair AIDS, como usar preservativo, usar isso e ficar mentindo para população. Isso para nós da educação é muito lamentável”, disse a petista em um vídeo publicado em suas redes sociais.

A parlamentar eleita ainda afirmou que o candidato do PSL deveria se preparar para enfrentar Fernando Haddad (PT) em debates ao invés de degradar a educação do país, que tem profissionais que trabalham em condições precárias.

“Eu lamento muito. O candidato deveria estar se preparando para participar de debate das idéias que vai melhorar a vida das pessoas brasileiras. Não é ficar inventando histórias, inventando mentiras e degradando a educação no Brasil que trabalha muito. São professores que ganham pouco, estão em escolas com condições difíceis, mas fazendo tudo para educar os nossos filhos”, afirmou.

“Vamos respeitar os educadores do Brasil. Vamos respeitar as nossas escolas. Os livros que lá chegaram quando o Haddad era ministro, e eu estava na Seduc, são livros compatíveis com a idade das crianças. Foi para as crianças serem mais felizes e viajarem na literatura. Foi para isso que enchemos as escolas de livros, para agora, um cabra qualquer que tem sete mandatos, com dois filhos deputados, com a família toda dependurada nos cargos vir tecer comentários para agredir a educação do Brasil. A educação no Brasil não vai passar por isso, não vamos aceitar. Se existe kit gay, então mostre”, finalizou.

Rosa Neide foi a oitava candidata ao cargo de deputado federal mais votada e eleita com 51.015 votos.

 

105 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Joséde Aguiar Portela Zito
    29 Out 2018 às 16:54

    Parabéns que Deus te SAÚDE e Sabedoria para tomar as melhores decisões.

  • Bia
    18 Out 2018 às 11:57

    Bolsonaro foge do debate pois nao tem projeto e não tem postura. A proposta de governo dele é fazer sinal de armas com as mãos. Assisti a participação do Haddad no Pânico e aí entendi tudo. #elenao #haddadsim

  • Delvi Lins
    18 Out 2018 às 08:53

    fala que professor ganha pouco. isso eu concordo mas, por que não fez nada pela classe quando foi secretária de educação? por que não brigou pela categoria? e o Addad que responde a 32 processos, o lider dela que está preso. que moral ela tem pra falar do capitão..deve ser dor de cotovelo por saber que o PT já era..ainda teve sorte dos esquerdistas votarem nela..certezA QUE PROFESSORES NÃO VOTARAM POIS ELA NÃO FEZ NADA POR ELES ENQUANTO FOI SECRETÁRIA E QUE FOI MAIS UM CABIDE POLÍTICO NA EDUCAÇÃO DO ESTADO.

  • josefa paula pontes
    17 Out 2018 às 13:28

    ainda bem que não teve e nem nunca terá meu voto! mulher que apela pra baixaria, ao invés de estar trabalhando para fazer algo de útil ao povo!

  • josefa paula pontes
    17 Out 2018 às 13:28

    ainda bem que não teve e nem nunca terá meu voto! mulher que apela pra baixaria, ao invés de estar trabalhando para fazer algo de útil ao povo!

  • josefa paula pontes
    17 Out 2018 às 13:26

    tinha que ser coisa de petista mesmo! estão com medo, que estão apelando pra baixaria, ô raça, em 12 anos essa porcaria de PT só afundou o Brasil na corrupção, quer mais?

  • ivan costa dos reis
    17 Out 2018 às 11:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ELEITOR 2018
    17 Out 2018 às 10:07

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Wilson
    17 Out 2018 às 07:13

    Famosa Songa Monga

  • alexandre ivan
    17 Out 2018 às 01:04

    7 mandatos como deputado federal e nenhum projeto aprovado, quem será que não teve preparo para aprovação de um simples e único projeto, "Bolsonaro aprova dois projetos em 26 anos de Congresso", então oque dizer sobre isso, capacidade ou incapacidade em gerir um unico projeto aprovado, onde o estado em que ele representa é o que mais precisa.

Sitevip Internet