Olhar Jurídico

Segunda-feira, 02 de agosto de 2021

Notícias / Empresarial

Crise

Liminar do TJ-MT derruba a recuperação judicial do Grupo Modelo

Da Redação - Katiana Pereira

13 Nov 2013 - 08:15

Liminar do TJ-MT derruba a recuperação judicial do Grupo Modelo
O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Dirceu dos Santos, deferiu uma liminar na quinta-feira (7) passada, suspendendo a recuperação judicial do Grupo Modelo. A liminar vigora até que a 5ª Câmara Cível do TJ aprecie o recurso de decisão interlocutória apresentado por sete bancos credores.

O Grupo Modelo teve o plano de recuperação judicial homologado no dia 15 de outubro pelo juiz da Vara de Falência e Recuperação Judicial de Cuiabá, Flávio Miraglia Fernandes. O plano foi aprovado em Assembleia Geral de Credores realizada no dia 06 de setembro de 2013.

Leia mais
Rede Modelo consegue na Justiça liberação de R$ 643 mil que estavam bloqueados
Com dívidas de R$ 184 milhões, Grupo Modelo não consegue leiloar prédios de R$ 25 milhões

O magistrado considerou a função social das empresas, que empregam cerca de 2.000 trabalhadores e atendem em média 1.200 fornecedores. "Há que se ter em mente que um dos principais fundamentos da Lei n°. 11.101/2005 é a solução da crise econômico-financeira, primando pelos interesses coletivos em detrimento aos interesses individuais dos credores que buscam, exclusivamente, a liquidação patrimonial das empresas para recebimento de seus créditos”.

Com a liminar concedida pelo desembargador na última quinta-feira, a recuperação judicial deferida pelo juiz Flávio Miraglia o plano de recuperação judicial aprovado em setembro por unanimidade dos funcionários do supermercado e das demais empresas do Grupo, ficam suspensos.

O grupo tem R$ 184 milhões de dívidas no mercado. Entre os credores trabalhistas foram negociados R$ 2 milhões.

Segundo o especialista em Recuperação Judicial, advogado Euclides Ribeiro Junior, a crise de liquidez que se instaurou no mercado financeiro a partir de 2008, fez com que os bancos parceiros da empresa reduzissem a exposição de crédito. Diante disso o grupo teve que recorrer à tomada de recursos em instituições com taxas de juros maiores e prazos mais curtos, o que provocou alto endividamento.

O Grupo Modelo

O Modelo atua em Mato Grosso há 29 anos. Hoje, o Grupo Modelo é formado por 12 Supermercados, dois Atacados de Auto Serviço, um Centro de Distribuição, uma Distribuidora e a Transportadora Modelo. Atualmente, o Modelo está presente nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Tangará da Serra e Primavera do Leste.

Leia outras notícias do Olhar Jurídico

Comentários no Facebook

Sitevip Internet