Olhar Jurídico

Segunda-feira, 02 de agosto de 2021

Notícias / Empresarial

Guerra Jurídica

Advogado vai recorrer de decisão que suspendeu recuperação judicial do Grupo Modelo

Da Redação - Katiana Pereira

14 Nov 2013 - 14:26

Foto: Reprodução

Advogado vai recorrer de decisão que suspendeu recuperação judicial do Grupo Modelo
O desembargador Dirceu dos Santos deve receber nos próximos dias contrarrazões apresentadas pelo advogado Euclides Ribeiro, que representa a Rede de Supermercados Modelo. No último dia 5 o desembargador deferiu uma liminar que suspendeu o processo de recuperação judicial da rede. A suspenção atendeu ao pedido que um grupo de sete credores, entre eles seis instituições bancárias.

O Grupo Modelo teve o plano de recuperação judicial homologado no dia 15 de outubro pelo juiz da Vara de Falência e Recuperação Judicial de Cuiabá, Flávio Miraglia Fernandes. O plano foi aprovado em Assembleia Geral de Credores realizada no dia 06 de setembro de 2013.

A liminar deferida pelo desembargador vigora até que a 5ª Câmara Cível do TJ aprecie o recurso de decisão interlocutória apresentado por sete bancos credores.

Para o especialista em recuperação judicial e advogado da ação Euclides Ribeiro Junior esse é um dos casos mais emblemáticos de recuperação judicial no Brasil. “É uma grande empresa de varejo reconhecida nacionalmente tendo sido uma das maiores 500 da Exame, e é o maior grupo do ramo hoje de Mato Grosso em pontos de venda. O Grupo não parou sequer um dia, manteve operando 14 lojas em várias cidades do Estado. A partir de agosto, voltou a contratar, e está com 200 postos de trabalho em aberto”.

Leia mais
Liminar do TJ-MT derruba a recuperação judicial do Grupo Modelo
Plano de recuperação judicial do Grupo Modelo é aprovado em assembleia

Segundo o especialista, a crise de liquidez que se instaurou no mercado financeiro a partir de 2008, fez com que os bancos parceiros da empresa reduzissem a exposição de crédito. Diante disso o grupo teve que recorrer à tomada de recursos em instituições com taxas de juros maiores e prazos mais curtos, o que provocou alto endividamento.

O grupo tem R$ 184 milhões de dívidas no mercado. Entre os credores trabalhistas foram negociados R$ 2 milhões.

Com a liminar concedida pelo desembargador na última quinta-feira, a recuperação judicial deferida pelo juiz Flávio Miraglia o plano de recuperação judicial aprovado em setembro por unanimidade dos funcionários do supermercado e das demais empresas do Grupo, ficam suspensos.

O Grupo Modelo O Modelo atua em Mato Grosso há 29 anos. Hoje, o Grupo Modelo é formado por 12 Supermercados, dois Atacados de Auto Serviço, um Centro de Distribuição, uma Distribuidora e a Transportadora Modelo. Atualmente, o Modelo está presente nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Tangará da Serra e Primavera do Leste.

Leia outras notícias do Olhar Jurídico

Comentários no Facebook

Sitevip Internet